28/06/2021 às 12h13min - Atualizada em 28/06/2021 às 13h20min

Setouchi, cultura e natureza dão o tom para conhecer o Japão regional

Formada por sete províncias e cercada pelo mar, Setouchi possui história e cultura que podem ser conhecidas em evento virtual

DINO
https://www.japanhousesp.com.br/
Setouchi - Crédito: Mitoyo Tourism & Exchange Authority


Considerada a terceira potência econômica do planeta, o Japão está situado no continente asiático e devido a sua localização, no extremo leste da Ásia, é conhecido como a "terra do sol nascente". Sua capital, Tóquio, segundo dados da ONU (Organizações das Nações Unidas), está entre as cidades mais populosas do mundo, com cerca de 37 milhões de habitantes. Com inúmeras paisagens e uma cultura com tradições milenares, o país que está a 17.360 km de distância do Brasil, é constituído por um arquipélago vulcânico com ilhas que compõem diversas regiões, entre elas, Setouchi, formada por sete províncias e que possui o maior mar interno do país, entre a ilha principal e a ilha de Shikoku.

Setouchi é conhecida pelo seu clima moderado, beleza cênica composta por paisagens naturais e gastronomia múltipla, compondo um lugar para conhecer os costumes, tradições, arte e cultura, estilo de vida, gastronomia e arquitetura japonesa. A região foi o único local do Japão escolhido como um dos "52 lugares para se ir em 2019" pelo renomado ranking do jornal New York Times, por combinar de forma harmônica natureza e arte - muito apreciadas e valorizadas pelos visitantes e povos locais. Prova disto é que a região abriga um dos festivais de arte contemporânea mais conhecidos do oriente, o Setouchi Triennale (Festival Internacional de Arte de Setouchi). O evento acontece a cada três anos e tem a próxima edição confirmada para 2022. A celebração reúne mais de 150 obras de artistas japoneses e do exterior.

Rodeada por sete províncias com características únicas, histórias e tradições milenares que trazem curiosidades particulares, um dos destaques é a região Leste de Setouchi, composta por Okayama, Hyogo, Kagawa e Tokushima. Local que conserva traços da era Edo e destaca a arquitetura no cenário urbano, Okayama é principalmente conhecida pela produção de denim de alta qualidade e seus tecidos possuem excelência reconhecida mundialmente. O Barazuski é o carro-chefe da culinária local - porção de arroz temperado para sushi, coberto por uma seleção de frutos do mar e vegetais - e o pedido mais comum entre os visitantes. Hyogo é o lar de atrações turísticas como o Castelo de Himeji, um Patrimônio Histórico da Humanidade, além de outros castelos e ruínas históricas que dão fama à província.

Já a província de Kagawa respira arte e o centro disso é Naoshima e as ilhas próximas, onde a arte contemporânea é parte integral da cidade e da vida dos moradores. Entre os museus de Kagawa, estão o Chichu Art Museum, que fica na parte sul da ilha de Naoshima, e o Lee Ufan Museum, ambos projetados pelo arquiteto Tadao Ando, importante nome da arquitetura que foi premiado em 1995 com o Prémio Pritzker, e que doou todo o valor recebido para os órfãos do Terremoto de Kobe. A região é conhecida também pelo Sanuki udon, prato feito pela combinação do macarrão udon, do tipo Sanuki (caracterizado pela forma quadrada e de bordas planas), com o tsuyu (caldo) à parte e os acompanhamentos (flocos de massa tempurá, cebolinha, gengibre ralado, kamaboko), que atrai pessoas de todo o Japão e por isso é muitas vezes chamada de a ‘Província do Udon’.

Tokushima possui ampla riqueza natural e muitos recursos turísticos, como a famosa ponte Iya-no-Kazura, localizada no Vale Iya, na cidade de Miyoshi. Ela é sustentada por um tipo de cipó de videira de kiwi e sua altura proporciona uma vista bem particular da região que conta com outros tantos atrativos cercados por água. Outro elemento cultural importante na região é o festival Awa-odori, em torno da dança folclórica criada na era Azuchi Momoyama (1587), durante a comemoração do término da construção do Castelo de Tokushima (Tokushima-Jyo). A celebração é realizada durante as festividades do verão.

Setouchi se apresenta como destino alternativo e cheio de possibilidades, e conhecer remotamente sobre a região sem ter que sair de casa é possível por meio da "Experiência JHSP Online: Embarque para Setouchi", uma viagem virtual cultural promovida pela Japan House São Paulo, instituição com sede na Avenida Paulista, em São Paulo que, no dia 01 de julho, realiza evento para apresentar todas as facetas destas províncias da região Leste de Setouchi. Para acompanhar a transmissão que acontece às 19h, pela plataforma Zoom, de forma gratuita ou adquirindo o kit gastronômico elaborado pela chef Telma Shiraishi, do restaurante Aizomê, é necessário se inscrever no site da instituição.

1ª Edição - Experiência JHSP Online: Embarque para Setouchi
Quando: 1 de julho, (quinta-feira), 19h 
Onde: Plataforma Zoom
Inscrição obrigatória: http://bit.ly/SetouchiJHSP  - (com kit gastronômico) ou gratuito (acompanhar evento pelo Zoom)

Japan House São Paulo nas redes sociais:
Site: https://www.japanhousesp.com.br/
Facebook: www.facebook.com/JapanHouseSP/
Instagram: @japanhousesp
Twitter: //twitter.com/japanhousesp
YouTube: www.youtube.com/japanhousesaopaulo



Website: https://www.japanhousesp.com.br/
Notícias Relacionadas »