22/07/2020 às 10h49min - Atualizada em 27/07/2020 às 00h06min

Com pandemia de COVID-19, cresce em 251% o número de colaboradores que utilizam benefícios para saúde emocional

Para estimular novos negócios no segmento, empresa fecha parceria com FESA XFour, ecossistema de startups da área de Recursos Humanos 

DINO


Sim, os benefícios que as pessoas ganham também podem ser úteis para cuidar da saúde emocional - desde que a empresa adote o modelo de benefícios flexíveis. Dados da Zenklub, startup de terapia on-line e parceira da Vee, HR tech de benefícios que proporciona flexibilidade e liberdade aos colaboradores, mostram que os profissionais estão utilizando os benefícios para cuidar da saúde emocional. O número de colaboradores cadastrados cresceu 251% após a pandemia. Além disso, a plataforma registrou um acréscimo de 160% no total de acessos à plataforma e de 90% de novos clientes. Já as consultas relacionadas à ansiedade e depressão subiram 120% no período.

Para estimular novos negócios e expandir o conceito de benefícios flexíveis, a Vee fechou parceria com a FESA XFour, ecossistema de startups da área de Recursos Humanos. A partir de agora, a HR tech de benefícios passa a fazer parte do hub que busca apresentar oportunidades para o setor. O objetivo é unir forças com outras startups da área para trazer valor e soluções diferenciadas ao mercado.

A pandemia de COVID-19 embaralhou as relações de trabalho, fazendo com que empresas e colaboradores se adaptassem a novos modelos e buscassem alternativas para continuarem produtivos. Uma dessas mudanças está acontecendo na adoção e utilização de benefícios flexíveis, ideais para o atual momento.

Dados do Zenklub, startup de terapia on-line e parceira da Vee, HR tech de benefícios que proporciona flexibilidade e liberdade aos colaboradores, mostram que mais de 922 mil profissionais já possuem acesso ao benefício de saúde emocional, que inclui desde conteúdos sobre autoconhecimento e desenvolvimento pessoal a atendimentos com profissionais especializados. Dentre os temas mais buscados por esses usuários estão a procrastinação e o propósito no trabalho. Outro dado relevante é o aumento significativo no comportamento dos funcionários que já utilizaram a plataforma, 45% destes passam a registrar um sentimento de animação após o consumo desse benefício. Até o momento, os funcionários registraram  avaliação 5 estrelas para o Zenklub.

"Com os benefícios flexíveis, o colaborador é empoderado e pode utilizar as vantagens da melhor forma, inclusive com clubes de benefícios e tratamento de saúde mental. Com o home office em vigor na maioria das organizações e as normas de distanciamento social, não faz sentido gastar um valor fixo e oferecer vales-refeições, por exemplo", explica Raphael Machioni, cofundador e CEO da Vee.

A fim de expandir a utilização do conceito de benefícios flexíveis nas empresas nacionais e estimular novos negócios, a Vee fechou parceria com a FESA XFour, ecossistema de startups da área de Recursos Humanos. A partir de agora, a HRtech de benefícios passa a fazer parte do hub que busca apresentar oportunidades para o setor.

O objetivo é unir forças com outras startups da área para trazer valor e soluções diferenciadas ao mercado. Por meio da estrutura da FESA XFour bem como da experiência e expertise, a ideia é acelerar a transformação digital das empresas por meio da área de Recursos Humanos.

"O modelo de negócios da Vee está em total sinergia com o que é buscado na XFour, que é reunir soluções inovadoras que transformam a realidade das empresas e dos colaboradores, já soma-se 3 startups dentro desse ecossistema junto com diversas soluções de ferramentas psicométricas. A Vee Benefícios é uma plataforma simples, rápida e segura para que as empresas possam atender de maneira personalizada cada um dos colaboradores, aumentando a percepção de valor dos benefícios e melhorando a marca empregadora. A possibilidade de o colaborador ter um benefício flexível e com isso poder utilizar para cuidar da saúde emocional e poder prevenir síndromes ocupacionais.", afirma Clayton Pedro, sócio da FESA XFour.

Notícias Relacionadas »