14/05/2021 às 17h47min - Atualizada em 15/05/2021 às 00h20min

Procura por terrenos em condomínios fechados e loteamentos tem alta de 40% na região de Cuiabá

Demanda regional reforça levantamento que aponta 14,25 milhões de brasileiros propensos a comprar um imóvel nos próximos 24 meses

DINO


Ao contrário da economia nacional, bastante afetada pela retração de vendas com a pandemia, o mercado imobiliário vive um momento de forte demanda. Pesquisa realizada pela Datastore, empresa especializada em pesquisas de demanda no setor, e divulgada nesta semana, revela que 28,08% das famílias brasileiras com renda superior a 1,5 mil/mês, até as altas rendas, têm a intenção de comprar imóveis nos próximos 24 meses. Isso corresponde a mais de 14,25 milhões de famílias, o quinto recorde sucessivo de maior demanda do século.

Na região de Cuiabá o cenário atual reforça o resultado da pesquisa, com um forte aumento por procura e negócios fechados nos últimos quatro meses. Um exemplo desse cenário é a Nova Cipasa, uma das maiores desenvolvedoras de loteamentos e condomínios no Brasil. Nos últimos 30 dias, a empresa registrou um aumento de 40% nas visitações ao estande de vendas no empreendimento O Verana Várzea Grande.

O aumento registrado tanto pela busca de informações como vendas realizadas está diretamente atrelado à nova tendência do mercado brasileiro pós-pandemia. Preocupadas com a saúde e buscando refúgios em locais maiores e arejados, as famílias buscam por moradias mais espaçosas - com áreas para lazer e home office - e localizadas em regiões com muito verde e distanciamento de áreas urbanas adensadas.

"Verificamos que os cuiabanos seguem a mesma tendência do público nacional, procurando condomínios fechados, distante do centro urbano, mas com fácil e rápido deslocamento para o local de trabalho ou de outros compromissos, ganhando assim em qualidade de vida", explica Marcelo Scalise, Diretor Comercial da Nova Cipasa. O Verana Várzea Grande, ressalta Marcelo, busca reunir todas estas qualidades procuradas pelo novo cliente e está a menos de dez minutos do Centro de Cuiabá.

Economia local
A alta procura por terrenos em loteamentos e condomínios traz um outro aspecto positivo para a região: o movimento da economia local e regional. Por conta da alta demanda, a empresa contratou 30 funcionários, dobrou a equipe de funcionários no plantão e está firmando novas parcerias com imobiliárias, o que representa mais empregos diretos e indiretos.

Rogério Riquelme, Diretor-Executivo da Nova Cipasa, conta que isso é um fator importante em um momento de grande dificuldade e desemprego no Brasil. "Com a demanda aquecida, já estamos movimentando o setor imobiliário, trazendo novas perspectivas e renda para imobiliárias e corretores. Isso vai se estender nos próximos meses para a economia toda, desde lojas de materiais de construção, mão de obra especializada (engenheiros, pedreiros, arquitetos), além de girar outros negócios comerciais no entorno do empreendimento e na região", acrescenta.

Rogério Riquelme, Diretor-Executivo da Nova Cipasa, no cargo desde o final do ano passado com a troca de investidores e gestores, explica que a empresa passou por um momento de transição com a chegada de novos investidores e gestores. "Tivemos uma mudança significativa de cultura e de toda a estrutura, e hoje temos como meta voltarmos a ser vistos como uma das maiores e mais admiradas loteadoras do Brasil", explica.

Dentre as mudanças realizadas, destaca o Diretor-Executivo, estão a transparência e aproximação com os clientes. "Tínhamos mais de 1000 chamados não atendidos de reclamações e hoje solucionamos todos", afirma. "Reforçamos nossa equipe para sermos, novamente, uma referência junto aos clientes."

Esta estratégia vem surtindo resultados positivos em curto espaço de tempo, conforme mostra o volume de vendas da Cipasa, com crescimento de sete vezes em relação a 2018 e 2019, e recordes mensais de negócios fechados. "Com produtos e cuidado ao cliente, conseguimos gerar resultados a curto prazo", completa o Diretor-Executivo.

O Verana Várzea Grande está em ritmo acelerado de obras para que seja entregue aos proprietários em agosto. Atualmente, são três frentes de trabalho, sendo que uma delas será entregue na próxima semana, dia 22, com a inauguração da portaria 24h.

O empreendimento está localizado no município de Várzea Grande, próximo de diversos serviços e de completa infraestrutura. O empreendimento desenvolvido para o público das classes A e B conta com 464 terrenos residenciais, a partir de 250m², e quatro lotes comerciais, ocupando uma área total de quase 263 mil metros quadrados.

Os futuros moradores vão encontrar um complexo com completa segurança (portaria e controle de acesso) e uma área de lazer com mais de 14 mil m², composto de clube com piscinas para adulto e infantil, playground, fitness, equipamentos de ginástica e alongamentos, quadras, campo de futebol society e quadras poliesportiva de vôlei de areia, redário, espaço gourmet com churrasqueira e praças de convivência.

O projeto urbanístico também foi pensando dentro da nova realidade do mercado, imposta pela pandemia, onde os grandes espaços verdes tendem a se transformar em nova tendência no mercado imobiliário. As praças dentro do empreendimento priorizam a qualidade de vida, bem-estar, conforto e contato com a natureza.

Notícias Relacionadas »