07/05/2021 às 09h00min - Atualizada em 07/05/2021 às 09h20min

Novos hábitos de alimentação saudável favorecem mercado de bebidas vegetais

Mercado de bebidas vegetais está se expandindo de maneira acelerada no Brasil”, avalia Leila Okumura, cofundadora da Local.e, plataforma digital que conecta varejistas e marcas locais, facilitando a descoberta de novos produtos.

DINO
https://www.sincovaga.com.br


Em momentos de incerteza, vale fortalecer parcerias e fórmulas que vêm dando certo, mas sem esquecer de olhar para novos hábitos e tendências de consumo no varejo alimentar. Um exemplo são as bebidas vegetais, que antes tinham presença tímida nas prateleiras, mas conquistam cada vez mais consumidores nos supermercados.

"O mercado de bebidas vegetais está se expandindo de maneira acelerada no Brasil", avalia Leila Okumura, cofundadora da Local.e, plataforma digital que conecta varejistas e marcas locais, facilitando a descoberta de novos produtos.

"O que era antes um segmento dedicado a pessoas com alergias ou intolerância à lactose, atualmente, em virtude dos novos hábitos alimentares, como vegetarianismo, flexitarianismo (aquele que segue dieta vegetariana na maior parte do tempo, mas que, ocasionalmente, come algum tipo de carne) e a busca por uma alimentação mais saudável favoreceram o crescimento dessa categoria", afirma.

Nos últimos 5 anos, a categoria cresceu 860% e alcançou 98 milhões de reais em 2019, segundo a Euromonitor Internacional. As previsões apontam que a categoria possa crescer 150% até 2024.

Por muito tempo, a categoria de bebidas vegetais era conhecida pelas bebidas à base de soja. No entanto, outros ingredientes, como amêndoas, arroz, aveia, castanha-de-caju e coco ganham mercado e, juntos, já superam o tamanho do mercado da bebida de soja.

"O crescimento e potencial da categoria tem atraído novas marcas e impulsionado a inovação. Hoje, encontramos combinação de sabores com chocolate e baunilha, versões especiais para baristas e combinação de vegetais", diz a consultora da Local.e.

Muitas marcas locais têm se destacado nesse segmento e contribuem para um sortimento diferenciado e relevante. Um dos principais diferenciais trazido pelas marcas locais é a formulação clean label, ou seja, poucos ingredientes e sem conservantes e aromatizantes artificiais. "Empresas como A Tal da Castanha e Leatt oferecem ao mercado opções feitas apenas com dois ingredientes, água e castanha de caju, enquanto as versões mais industrializadas possuem mais de 11 ingredientes em suas formulações", explica Leila.

Vale a pena também conhecer outras marcas locais como:

● Annora - empresa do sul do país que além das bebidas vegetais também lançou recentemente o Creme de Castanha de Caju - lançamento vencedor do Prêmio Local.e Melhores Lançamentos 2020;

● Nude - nova empresa no mercado focada na produção de bebidas à base de aveia, oferecendo o primeiro leite vegetal carbono neutro do mercado;

● Iby - empresa que tem como propósito gerar riqueza a partir da biodiversidade. Utiliza castanha-do-brasil colhida pelas famílias da floresta, evitando o desmatamento.

Para ajudar o varejo na descoberta de novos produtos e conectar varejistas e marcas locais a Local.e e o Sincovaga, entidade que representa mais de 35 mil empresas do varejo de gêneros alimentícios no estado de São Paulo, se uniram na campanha "Colaborar para Fortalecer", facilitando a conexão do pequeno varejo com a pequena indústria para construção de parcerias.

Mais informações: www.colaborarparafortalecer.com.br



Website: https://www.sincovaga.com.br
Notícias Relacionadas »