22/04/2021 às 12h22min - Atualizada em 22/04/2021 às 13h20min

Solidariedade na pandemia: por meio do WhatsApp, comércios locais são impulsionados

A chegada da COVID-19 foi acompanhada por insegurança, medo e dúvida. Ainda assim, brasileiros se movimentam para exercer a solidariedade e apoiar pequenos empreendedores

DINO
https://pagarelas.com/


De acordo com o Boletim Extraordinário do Observatório COVID-19 Fiocruz, o Brasil enfrenta a maior crise sanitária e hospitalar de sua história. Ao mesmo tempo, a crise econômica também chega com força - e diferentes indicadores reforçam isso.

Entre eles, o desemprego. Em novembro de 2020, o indicador bateu novo recorde, com 14 milhões de desempregados, de acordo com IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. O crescimento foi de 38,6% quando comparado a maio do mesmo ano.

Dessa forma, o empreendedorismo tornou-se opção. Ainda assim, com tantos serviços e setores paralisados, os pequenos comércios locais sentiram o impacto de forma mais abrupta. Isso porque, de acordo com SEBRAE, as microempresas e pequenos negócios representam 27% do PIB, além de fomentar o salário e sustento de 44% dos brasileiros.

Apoio local

Há pouco mais de um ano a OMS, Organização Mundial da Saúde, declarava a pandemia da COVID-19. Do momento em diante, comércios locais enfrentaram momentos de dificuldade. De acordo com levantamento realizado pela CNN, mais de 600 mil pequenas empresas fecharam as portas na primeira quinzena de pandemia em todo o mundo. Além disso, mais de 9 milhões de pessoas perderam seus empregos no mesmo período.

De frente à situação, Rogério Kussano, um dos cofundadores da Pagarelas, teve a ideia de movimentar os negócios locais. "Nem sempre é possível ajudar de forma direta, mas isso não nos impede de tentar. Acredito que os moradores devem apoiar sua comunidade, reforçando a importância de consumir de pequenos negócios locais. Isso pode ser feito de forma simples - seja com uma divulgação nas redes sociais ou até optando por eles na hora de escolher um serviço de entrega", explica.

Para facilitar esse processo, Rogério criou a startup Pagarelas, que conecta negócios locais aos moradores. O objetivo é fornecer presença digital facilitada aos pequenos empreendedores durante a pandemia. Tudo funciona por intermédio do WhatsApp.

"O empreendedor pode se cadastrar e escolher o raio de atuação em que deseja aparecer, enquanto o cliente pode buscar por serviços enviando apenas uma mensagem com a palavra-chave", explica Rogério.

Para que um empreendedor publique na Pagarelas, basta ter um WhatsApp ativo e CEP de referência. Depois disso, é só realizar o cadastro com CPF ou CNPJ. A plataforma não tem custo ou limitações de cadastros para empreendedores.

Para saber mais, basta acessar: https://pagarelas.com/



Website: https://pagarelas.com/
Notícias Relacionadas »