22/04/2021 às 11h52min - Atualizada em 22/04/2021 às 12h20min

Micromobilidade desempenhará papel fundamental no futuro das empresas

Durante a pandemia, mudanças no deslocamento urbano são analisadas por empresa alemã

DINO
http://dekra.com.br/
Micromobilidade urbana é a tendência do futuro


No final de 2020, os pesquisadores da Nature Communications revelaram que mais da metade da população mundial reduziu as viagens urbanas em mais de 50% em abril de 2020. Muitas autoridades municipais mantiveram o transporte público funcionando, mas reduziram a frequência dos serviços e as conexões para cortar custos, medida adotada também no Brasil. Aqueles que puderam, mudaram para transporte privado para minimizar o risco de infecção. Como nem todos possuíam um carro e muitos aplicativos de transporte pararam de oferecer seus serviços durante as restrições, as vendas de bicicletas, e-bikes e e-scooters dispararam. Isso foi confirmado por uma pesquisa com 5.000 residentes das principais cidades dos Estados Unidos, China e União Europeia conduzida pelo Boston Consulting Group (BCG). Segundo o levantamento, as vendas de bicicletas nos EUA dobraram em março de 2020 em relação ao ano anterior e as cidades europeias registraram desenvolvimentos semelhantes.

Um desafio especial associado ao aumento da mobilidade pessoal foi conciliar o número crescente de ciclistas e scooters com o aumento das necessidades de espaço devido às recomendações de distanciamento. Como alternativa, as grandes cidades fecharam algumas ruas aos carros, ao mesmo tempo que reduziram o limite máximo de velocidade em zonas compartilhadas por carros e ciclistas para 20 ou 30 km/h. Outra solução foi a criação de ciclovias suspensas em faixas de tráfego separadas. “As cidades se adaptaram à situação especial e agora estão monitorando os efeitos dessas medidas sobre a segurança no trânsito”, diz Markus Egelhaaf, pesquisador de acidentes do DEKRA. “No entanto, levará algum tempo até que eles se tornem aparentes, como o tráfego de carros e bicicletas serão equilibrados, só será descoberto depois que a pandemia diminuir”, explica o pesquisador da DEKRA.

Enquanto a micromobilidade aumentava nos primeiros meses de pandemia, inicialmente, muitos caminhões de carga pararam devido aos fechamentos de fábricas e serviços de entrega. Mas, com o crescimento notável do comércio online, as demandas voltaram ao ritmo normal em pouco tempo. De acordo com o instituto de pesquisa da empresa americana Inrix, especialista em dados e análise de tráfegos, os serviços de correio expresso e de encomendas dos EUA entregavam até 60% a mais de encomendas para residências e empresas comerciais nos horários de pico. Na China, o epicentro inicial da pandemia, o varejista e atacadista Carrefour relatou um aumento de seis vezes nas entregas ao domicílio.

Desde o fim da primeira onda pandêmica em junho de 2020, a maioria dos países voltou aos níveis anteriores de emissões de CO2, conforme relatado na Nature Communications. Apenas as emissões de gases de efeito estufa geradas pelo tráfego permanecem abaixo dos níveis normais. A China, o primeiro país a encerrar seu bloqueio, demonstrou que a demanda por bicicletas e compartilhamento de bicicletas continua alta. Para a Europa Ocidental, a Inrix mostra que, em meados de junho, os automóveis de passageiros cobriam aproximadamente a mesma quilometragem que ocupavam antes do bloqueio. No entanto, todos os especialistas concordam que os automóveis de passageiros e a micromobilidade continuarão a desempenhar um papel importante no futuro. Para garantir que o aumento permanente da mobilidade individual não resulte em encargos adicionais para o ambiente, a China e a União Europeia apelaram para uma recuperação econômica verde: ambos anunciaram medidas para apoiar uma mudança completa para veículos com acionamentos mais ecológicos.

A DEKRA, líder mundial em segurança em casa, no trabalho e nas estradas, está à disposição para análises estudos sobre o futuro da mobilidade urbana e as transformações pós pandêmicas. Tanto na Alemanha, quanto no Brasil, os especialistas da DEKRA têm se dedicado às pesquisas fundamentais para a atualidade, para que a empresa seja parceira global para um mundo mais seguro.



Website: http://dekra.com.br/
Notícias Relacionadas »