13/04/2021 às 17h41min - Atualizada em 14/04/2021 às 00h00min

Valeria Pagani mostra sua visão do Brasil sertanejo em livro de estreia

Em seu primeiro romance, que acaba de ser lançado pela Chiado Books, autora revela complexidade subjetiva da vida simples no interior do Brasil.

DINO
http://www.mateusmatias.com.br
Capa do livro Mateus Matias, o pirilampo e o homem que escrevinhava.


Um menino recém-nascido é encontrado por trabalhadores em um canavial sem mais documentos que um único bilhete, cujo teor padre Albertin, que assume a criação do garoto, faz questão de manter em segredo, apesar da curiosidade popular.

Assim Valéria Pagani introduz o leitor à vida na pequena, mas jamais monótona, cidade de Remanso, onde seu protagonista crescerá e viverá suas aventuras. Ao longo das páginas seguintes, descobre-se que a origem de Mateus está longe de ser o único segredo bem guardado por aquelas bandas.

Fazendo saltos temporais, a autora constrói, em capítulos breves, uma delicada teia de relações entre as personagens desse universo. Assim, revela-se a amizade inusitada entre Albertin e o "escrevinhador" Antônio, espécie de intelectual rústico, e também se mergulha nas peculiaridades da família aparentemente perfeita de Chico e Creuza, por exemplo.

"Desde o início, minha intenção era fazer com que o leitor se sentisse realmente íntimo dessas personagens, como se fosse, ele mesmo, um morador de Remanso. Por isso acompanhamos cada uma delas nos mais cotidianos gestos enquanto mergulhamos em seus medos, sonhos e fantasias mais profundos. O humor e a leveza na linguagem foram escolhas para tornar essa aproximação leve e orgânica", diz Valéria.

Temas como coronelato e deficit educacional se entrelaçam às histórias de amizade, amores adolescentes e arranjos familiares pouco convencionais.



Website: http://www.mateusmatias.com.br
Notícias Relacionadas »