12/04/2021 às 12h50min - Atualizada em 12/04/2021 às 13h20min

Dados apontam que produção nacional de chocolate cresceu 1,97% no terceiro trimestre de 2020

Dados da KPMG apontam que a produção nacional de chocolate cresceu 1,97% no terceiro trimestre de 2020. Os tabletes de chocolate, muito utilizados em brownie de chocolate, foram um dos destaques do trimestre, apresentando crescimento de 28,4% em sua produção

DINO
https://finartealimentos.com.br/


Um levantamento de dados realizado pela KPMG, com coordenação da ABICAB (Associação Brasileira da Indústria de Chocolate, Amendoim e Balas), divulgado ao final do ano passado, mostrou que o setor começou a retomar o fluxo normal de vendas após um longo período de quedas desde o começo da pandemia.

As observações feitas pela pesquisa da KPMG são resultado de um estudo realizado por indústrias parceiras da ABICAB e levou em consideração dados coletados em todo o país. Na análise, constatou-se que a produção nacional de chocolates aumentou quase 2% no terceiro trimestre de 2020.

Consumo de chocolate se manteve estável mesmo durante a pandemia

De acordo com as informações da KPMG e da ABICAB, a retomada do setor se deu, principalmente, pelo fato de as pessoas terem mantido o consumo de chocolate, mesmo durante a pandemia. Com isso, surgiu a necessidade de repor os estoques. Ou seja, ainda que a crise ocasionada pela pandemia tenha impactado a produção, a tendência é de melhora. Para a presidência da ABICAB, "mesmo com a queda em volume, o que já era previsto dado o cenário da crise, o hábito de consumo do produto se manteve e isso nos ajudou no processo de retomada."

Tabletes de chocolate, muito utilizados em brownies de chocolate, tiveram crescimento de 28,4%

Os tabletes de chocolates, que são utilizados em diversas receitas, como brownie de chocolate, tiveram o maior crescimento dentro do setor, com 28,4% de aumento em sua produção. O desempenho extremamente positivo foi impulsionado por novos hábitos de consumo durante a pandemia.

De acordo com outra pesquisa, realizada no primeiro semestre de 2020 pela Kantar, o padrão de consumo passou por modificações devido à incorporação do autosserviço, que ganhou mais de 3 milhões de lares, o que aponta para uma transição de modelo de compra e abastecimento.

Ou seja, o aumento das vendas nesse canal foi influenciado diretamente pelo pequeno varejo de autosserviços. Ainda que, durante 2020, o setor tenha apresentado quedas devido à pandemia, as atividades estão sendo retomadas aos poucos, sendo possível notar um clima mais otimista em termos de movimentação nas lojas e consumo no dia a dia.

Produção de brownie de chocolate chega ao e-commerce

No começo da pandemia, muitas lojas e vendedores de doces feitos à base de chocolate, como brownie de chocolate, sentiram mais intensamente os impactos da pandemia, o que os fez migrar para o ambiente on-line. Hoje, é possível encontrar os mais diversos produtos pela internet, uma solução para quem prefere não fazer suas compras presencialmente em supermercados.

De toda forma, os melhores produtos, os mais bem conceituados, continuam nas prateleiras dos supermercados, assim como em lojas on-line, em que o consumidor pode realizar seus pedidos e receber a encomenda em casa, como é o caso da Fin’Arte, com sua ampla gama de bolos, fludens e brownie de chocolate.



Website: https://finartealimentos.com.br/
Notícias Relacionadas »