09/04/2021 às 11h58min - Atualizada em 09/04/2021 às 13h00min

Porto de Santos mantém tendência de alta na movimentação de cargas e continua batendo recordes em fevereiro

No litoral de São Paulo, o Porto de Santos cresceu 2,5% entre o final de 2019 e o final de 2020. Em números totais, 10,9 milhões de toneladas foram movimentadas (contra 10,6 milhões no período anterior)

DINO
http://www.polifitema.com.br


No Porto de Santos, Litoral Sul do estado de São Paulo, a movimentação de cargas em fevereiro bateu um recorde para o período, mantendo o crescimento que já vinha apresentando durante o final de 2020 e começo de 2021. No total, foram 10,9 milhões de toneladas, um montante 2,5% acima do mesmo período em 2019. Com a retomada da economia, será preciso investir em infraestrutura e equipamentos de segurança, como, por exemplo, cinta de amarração de carga.

Carga em contêiner teve crescimento de 13% na movimentação

A carga em contêiner teve destaque no levantamento de dados realizado pelo Porto de Santos, com crescimento de 13% em comparação com os registros de fevereiro do ano passado. No total, em fevereiro deste ano, foram movimentados 388.564 TEU (cada TEU equivale a um contêiner de 20 pés), contra 343.794 no mesmo período de 2020. Além disso, no acumulado deste ano, até agora, foram 762.656 TEU movimentados, total 11,8% maior que nos primeiros meses do ano anterior (682.270 TEU).

Embarques tiveram crescimento de 2,3%

Com relação aos embarques, o crescimento foi de 2,3% ou 7,5 milhões de toneladas. Os principais produtos que contribuíram para o resultado foram: óleo diesel e gasóleo (196% de alta); açúcar (26,6%), sucos cítricos (20,3%) e café em grãos (12,3%). No que diz respeito às importações, o aumento foi de 3,1% (3,4 milhões de toneladas no total), e os produtos de maior destaque foram: soda cáustica (66,2%) e adubo (82,2%).

Acumulado de cargas ultrapassou os 20 milhões de toneladas

Ainda sobre os dados coletados pelo Porto de Santos em fevereiro deste ano, observou-se que o acumulado de cargas cresceu 5,4% em relação ao segundo maior resultado já registrado (em 2019, com 19,1 milhões de toneladas), chegando a 20,1 milhões de toneladas, montante também acima do constatado no mesmo período de 2020 (6% ou 19 milhões de toneladas).

O bom desempenho do Porto de Santos aponta para a capacidade de lidar com possíveis altas demandas durante a retomada econômica após o fim da pandemia, atendendo às necessidades da cadeia de fornecimento e trocas comerciais. O porto segue investindo em formas de tornar os processos ainda mais otimizados, o que inclui modernização, utilização de EPIs e outros equipamentos fundamentais, como cinta de amarração de carga.

Cinta de amarração de carga e outros equipamentos se fazem cruciais em portos de todo Brasil

A grande movimentação de contêineres e produtos aponta para a retomada econômica nos portos, como é o caso do Porto de Santos, e chama atenção para questões envolvendo a segurança do que está sendo transportado e dos próprios colaboradores que trabalham no local. Equipamentos como cinta de amarração de carga e EPIs são itens obrigatórios e devem ser tratados com a devida seriedade.

Nesse sentido, portos de todo Brasil podem contar com as orientações e o fornecimento de equipamentos de segurança e para a movimentação de cargas (como a cinta de amarração de carga) da Polifitema, empresa de excelência no ramo.



Website: http://www.polifitema.com.br
Notícias Relacionadas »