06/04/2021 às 17h43min - Atualizada em 07/04/2021 às 00h01min

Consumo excessivo de chocolate pode levar a um aumento de casos de alergia nos dias após a Páscoa

É importante saber identificar alguns sintomas que podem indicar o desenvolvimento de alergia ao produto.

DINO
https://g.co/kgs/C4LPd7


Alguns alimentos têm uma presença cultural bastante forte em determinadas épocas do ano. Um desses casos é o chocolate durante e logo após o período de Páscoa. O produto tem um aumento significativo nos hábitos de consumo do brasileiro e mesmo com a crise econômica, tende a permanecer em alta nas compras dos brasileiros em 2021. Devido a essa alta de consumo é possível que nesse período também ocorram mais casos de reações a um dos principais ingredientes do chocolate, o leite. O ingrediente pode causar alguns sintomas em determinados pacientes que tenham alergia ao leite ou sofram de intolerância à lactose. Pessoas que buscam atendimento médico normalmente possuem dúvidas sobre as reações e podem fazer confusão entre as duas manifestações, porém saber diferenciar o que ocorre exatamente com o organismo pode ajudar o paciente a entender melhor sobre a gravidade do seu quadro e as formas existentes de prevenção e tratamento a cada uma das reações.

O leite basicamente é composto por soro, proteína e lactose. A lactose é uma espécie de açúcar do leite, assim como a frutose é uma espécie de açúcar encontrada em frutas. Nenhum tipo de açúcar causa alergia, o que a lactose pode ocasionar é um processo de intolerância que ocorre no intestino devido a uma deficiência em uma enzima presente no órgão, a lactase, responsável por processar a lactose. Para saber se o paciente sofre de intolerância à lactose, o médico e coordenador técnico do Brasil Sem Alergia, Dr. Marcello Bossois, diz que pode ser solicitado pelo profissional de saúde responsável um exame clínico que é o teste de intolerância à lactose para o diagnóstico e confirmação do quadro do paciente.

Já a proteína do leite pode, sim, desencadear alergia e esses casos normalmente costumam levar a quadros clínicos mais graves. O médico explica que o processo de alergia ao leite costuma ser complexo e existem alguns sintomas que podem indicar que a alergia está ocorrendo. Sintomas como urticárias na pele, diarréia e queda de pressão arterial podem ser sintomas que o organismo do paciente está passando pelo processo alérgico. Nesses casos a pessoa deve buscar ajuda médica urgente, pois a situação pode evoluir rapidamente para um quadro grave e em alguns casos pode levar à morte. O tratamento à alergia ao leite geralmente é feito através da retirada do produto da dieta do paciente. Havendo necessidade da retirada do produto, o paciente precisa ter uma orientação médica e talvez de um nutricionista sobre uma nova dieta que reponha e equilibre os nutrientes necessários para a boa saúde.

O Brasil sem Alergia recebe muitos pacientes durante todo o ano com dúvidas a respeito de alergia alimentar e possui em seu canal no YouTube algumas listas de reprodução de vídeos sobre o tema. O projeto existe há quinze anos e já atendeu mais de quatrocentos mil pacientes em todo o Brasil. Desde o início da epidemia, oferece consultas médicas via telemedicina gratuitamente para os pacientes que buscarem ajuda do projeto.



Website: https://g.co/kgs/C4LPd7
Notícias Relacionadas »