05/04/2021 às 15h58min - Atualizada em 06/04/2021 às 00h00min

Empreendedorismo: segundo dados, modalidade cresceu durante a pandemia

De acordo com dados disponibilizados pela GEM, Global Entrepreneurship Monitor, três em cada dez brasileiros adultos empreendem

DINO
https://lnk.bio/joaoben/


A pandemia causada pelo novo Coronavírus trouxe diferentes prejuízos para os brasileiros. Entre eles, está o desemprego. De acordo com o IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Pesquisa, o índice chegou a 14,6% no terceiro trimestre de 2020. Ao mesmo tempo, o número de empreendedores no país também crescia.

Tentando correr na contramão da crise, brasileiros colocam a criatividade em xeque e buscam por formas de substituir a renda perdida. É possível reconhecer o cenário avaliando o último ano. 

No mês de março, quando a pandemia foi declarada, existiam pouco mais de 9 milhões de microempreendedores registrados, de acordo com o Portal do Empreendedor. Em dezembro, o número alcançou 11,3 milhões. 

Dessa forma, o Sebrae concluiu que aproximadamente 25% da população adulta do país esteve envolvida na abertura de um negócio - ou alguma atividade de renda adicional - no último ano. Mas, afinal, empreender é, de fato, simples? 

Novos negócios

Abrir um negócio e tornar-se o próprio chefe é sonho para muitos. Ainda assim, perseverança não é sinônimo de sucesso. Ainda citando o Sebrae, é possível entender que a grande maioria das empresas têm prazo de validade: depois de três anos e meio, grande parte dos negócios acaba fechando por conta do faturamento e dificuldade de administração. 

Por isso, João Ben, empresário, decidiu compartilhar sua experiência. Residindo atualmente nos Estados Unidos, João mantém um negócio próprio no ramo de importação e intermediação de negócios. 

“Já empreendo há 20 anos e, por isso, entendi que poderia compartilhar um pouco do que aprendi na minha jornada”, explica. Sendo assim, João criou a mentoria coletiva Saída Online. O projeto abordará temas importantes para quem deseja iniciar um novo negócio digital. 

“Queremos reforçar que qualquer ramo pode aproveitar dos benefícios da internet - seja com um e-commerce ou utilizando o Marketing Digital como ferramenta. O virtual é muito importante, principalmente neste momento”, explica. A mentoria terá duração de três meses e, embora seja coletiva, oferecerá apoio individualizado para cada participante. 

Para finalizar, João compartilha que abrirá as portas de sua empresa para que os alunos tenham acesso a cases reais, assim como contato com especialistas de cada área. “Vamos trabalhar propósito e direção, sem deixar de lado questões de liderança”, diz. 

Para saber mais sobre o projeto, basta acessar: https://lnk.bio/joaoben/



Website: https://lnk.bio/joaoben/
Notícias Relacionadas »