31/03/2021 às 10h02min - Atualizada em 31/03/2021 às 11h20min

Entre os mais comuns no Brasil, medo de voar pode ser controlado com algumas ações, afirma comissária

Medo de voar ainda é um dos principais receios entre brasileiros na hora de embarcar em um avião a trabalhou ou férias

DINO


O temor ou o sentimento de medo em relação a voar na maioria das vezes é causado pelo que pode acontecer consigo mesmo ou com o avião, são preocupações mais comuns das pessoas, segundo o Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística – IBOP. Em uma pesquisa, o instituto revelou que no Brasil, 42% das pessoas têm medo de voar, a média mundial, é de 30%.

Ter medo de avião é uma situação muito comum entre os cidadãos, mas não é necessário abandonar todos os planos e sonhos de viagens, por se achar mais seguro em terra, declara Comissário de Voo Aline Cristina Mafra dos Santos. “O medo é um mecanismo de defesa do cérebro para nos manter afastados de potenciais perigos. Para isso, a mente tem a tendência a intensificar as memórias negativas e, com base nelas, tentar antecipar possíveis riscos, mas isso pode ser combatido”, explica Aline.

A tendência natural do ser humano é a de focar no negativo, diz a comissária de voo, o medo desencadeia três tipos de reações: a de fugir, paralisar ou a de atacar. A profissional avisa que no caso do medo de avião, elas podem se manifestar de diversas maneiras, como não viajar (baseado na fuga), voar desconfortavelmente e sem aproveitar (baseado na paralisação) e agir com muita ansiedade e impulsividade (baseado no ataque).

“O fato é que nem sempre o medo está na lógica, ou seja, é mais uma reação emocional do que racional fundamentado em alguma lembrança intensa. Sendo assim, seguir algumas dicas pode ajudar a amenizar o medo de voar”, informa Santos, com cursos de Segurança da Aviação Civil para Tripulantes, Plano de ação em emergência - PAE, Saúde e Segurança, Prevenção e Combate a Incêndios, Qualidade no atendimento do transporte aéreo e Primeiros Socorros.

Conforme Aline, comissária de voo há mais de sete anos com vasto conhecimento em segurança de voo, primeiros socorros, qualidade no atendimento e aerospace engineering, a primeira dica que se deve seguir ao planejar uma viagem é na hora de fazer as reservas das passagens, o bom é priorizar os assentos do corredor, especialmente se tiver medo de altura, porque isso evita olhar pelas janelas e ajuda a não trazer uma maior sensação desconforto durante o trajeto.

De acordo com um estudo da revista americana Popular Mechanics, que analisou dados de diversos acidentes aéreos, a probabilidade de algo grave acontecer é menor para os passageiros que ficam no fundo do avião (69% de chances de sobrevivência), do que para aqueles que se sentam na frente (49% de chances de sobrevivência) ou no meio (56% de chances de sobrevivência).

“Outra dica que tenho, é a de se preparar para o voo! Nos dias que antecedem  sua viagem tente manter uma rotina mais tranquila e pensamentos mais calmos. Você pode fazer isso assistindo a vídeos e a filmes que gosta. Pode ser vídeos sobre viagem, até mesmo do destino que você  irá  viajar, de modo a reforçar todos os aspectos positivos para embarcar em um avião”, diz Santos, com forte experiência em auxiliar o comandante encarregado do cumprimento das normas relativa à segurança e atendimento dos passageiros de bordo, em orientar o usuário do transporte aéreo principalmente no que tange aos procedimentos de emergência, em proporcionar segurança e atendimento aos passageiros demonstrando eficiência, tranquilidade e simpatia.

Escolher roupas e sapatos confortáveis para se sentir mais à vontade durante a viagem, influência muito no bem-estar da pessoa, segundo a comissária, que além de tudo possui conhecimento abrangente em controle e segurança de voo, qualidade no atendimento, prevenção e combate a incêndios e logística. E ela avisa que exercícios de respiração, como puxar o ar fundo pelo nariz e soltar devagar pela boca, são práticas que cientificamente contribuem para acalmar o corpo e a mente. 

“Essa prática diminui a ansiedade e ajuda a superar o medo de avião. Evite bebidas estimulantes, como álcool e cafeína. Prefira aquelas calmantes, como chá de ervas. Outra dica de ouro é organizar com antecedência todos os documentos pertinentes à viagem e chegar  sempre cedo ao aeroporto. Assim, você reduz a ansiedade no dia do voo. Voar tem sido para muitas pessoas uma experiência nova, fascinante e às vezes assustadora ao mesmo tempo, mas com essas dicas você poderá ter uma viagem bem mais tranquila”, finaliza a comissária de voo Aline Cristina Mafra dos Santos.

Notícias Relacionadas »