25/03/2021 às 09h00min - Atualizada em 25/03/2021 às 09h20min

Uberlândia investe R$ 130 milhões e abre 610 leitos para combate à Covid-19

Município também contratou mais de 900 profissionais, garantiu insumos e ampliação do fornecimento de oxigênio nas unidades hospitalares, bem como já vacinou mais de 50 mil pessoas

DINO
http://www.uberlandia.mg.gov.br
Leitos abertos no antigo Santa Catarina, com 72 leitos de UTI


O combate à Covid-19 é prioridade para a Prefeitura de Uberlândia e, desde o início da pandemia, a gestão municipal, sob o comando do prefeito Odelmo Leão, tem trabalhado em tempo integral para salvar vidas. A Rede Municipal de Saúde foi reforçada com a abertura de um novo hospital (antigo Santa Catarina) e de um novo Centro de Internação (Dr. Hansen) exclusivos para tratamento de vítimas do coronavírus, bem como com a aquisição de insumos e equipamentos para as unidades já existentes. Foram contratados 934 novos profissionais de saúde para atuar neste enfrentamento em todas as áreas, e 610 leitos de enfermaria e UTI foram abertos (ampliando para 927 disponíveis no geral) para tratamento da doença causada pelo novo vírus.

O trabalho pela segurança da população continua, com ampliação do fornecimento de oxigênio nas unidades de saúde, 160 capacetes elmos para ventilação mecânica, ampliação da sanitização em espaços públicos e busca de meios para garantir vacina ao maior número possível de pessoas. Todas as informações estão disponíveis no portal da Transparência Covid.

Neste esforço de enfrentamento, sobretudo nesta segunda onda com circulação confirmada de duas novas variantes do vírus (manauara e britânica), o Município já soma investimentos de R$ 130 milhões. Apenas com recursos próprios, foram R$ 54 milhões. Outros R$ 73 milhões investidos ocorreram mediante auxílio do Governo Federal, além de mais R$ 1,7 milhão do Ministério Público do Trabalho (MPT).

Em paralelo ao planejamento estrutural de combate à disseminação do vírus e oferta de atendimento médico, o Município estimula a adoção de medidas sanitárias junto aos moradores, destacando a importância da ação individual para se vencer o vírus, com uso de máscara, higienização constante das mãos, distanciamento social e evitando aglomerações.

“Contamos com uma equipe técnica que se baseia em estudos científicos para nos auxiliar em todas as decisões, que sempre são submetidas à validação do Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19, um órgão que tem representantes de todos os grupos da sociedade, incluindo infectologistas, promotores, militares, representantes do setor produtivo, dentre outros. Não podemos rejeitar o senso de coletividade neste momento. Nenhum país que já passou pelo que estamos vivenciando agora conseguiu reverter o cenário sozinho e a Covid-19 não é uma doença conhecida como aquelas já enfrentamos no passado recente”, explicou o prefeito Odelmo Leão.

Vacinação contra a Covid-19

Desde janeiro de 2021, a Prefeitura de Uberlândia está em uma força-tarefa diária para garantir aos trabalhadores da saúde e idosos a imunização contra a Covid-19, de acordo com as doses que são enviadas para o município. Com mobilizações no Ginásio do UTC, vacinação em casa de idosos acamados e por sistema de drive-thru no estacionamento do Centro Administrativo Municipal, cerca de 50 mil moradores de Uberlândia já foram vacinados.

Infraestrutura e conscientização lado a lado

Atuando em duas frentes principais (fortalecimento da infraestrutura municipal e conscientização), o Município aumentou o alcance da divulgação das medidas preventivas ao colocar um carro de som nas ruas para enfatizar os cuidados essenciais, como uso de máscara, higienização das mãos e distanciamento social. Na página “Enfrentamento do Coronavírus”, no Portal da Prefeitura de Uberlândia, a administração municipal também mantém há um ano um canal exclusivo com informações, orientações e prestação de contas de todas as ações.

Cada um fazendo a sua parte

Atualmente, Uberlândia possui novas medidas restritivas para fortalecimento da biossegurança na cidade. Implementadas a partir de fevereiro, o Município adota toque de recolher diário entre 20h e 5h, lei seca e autorização de abertura de estabelecimentos físicos apenas para serviços essenciais, com liberação de delivery para diversas categorias. Com anuência do Comitê, a decisão de endurecer as restrições foi tomada a partir da análise de dados estatísticos que consideram tanto a taxa de contágio local quanto o cenário nacional.

Em contrapartida, a Prefeitura está empenhada na criação de mais leitos de enfermaria e UTI e em melhorias na infraestrutura já existente, com a instalação de mais de 700 novos pontos de oxigênio na Rede Municipal de Saúde e ampliação da capacidade dos tanques das unidades de atendimento integrado (UAIs). Em duas semanas, quatro UAIs (Luizote, Roosevelt, Pampulha e São Jorge) mais o Centro de Internação Municipal tiveram quintuplicada a capacidade (com tanques saindo da média de 1,7 mil m³ para cerca de 5 mil m³ cada um) de fornecimento de oxigênio para os pacientes, com reabastecimento a cada dois ou três, conforme a demanda.

Outras medidas, como a testagem da população e a sanitização de espaços públicos, continuam. Em um ano de pandemia, mais de 300 mil testes foram aplicados. Diariamente, é feita a sanitização de ruas, avenidas, prédios públicos e ônibus, com especial atenção aos bairros com maior número de casos de Covid-19, tudo sempre seguindo os protocolos da Organização Mundial de Saúde (OMS), Ministério da Saúde e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Outras ações da Prefeitura de Uberlândia no enfrentamento do coronavírus:

  • Aquisição de 160 capacetes elmos.
  • Contratação de laboratório aprovado pela Anvisa para realização de testes de Covid-19.
  • Aquisição de EPIs para a Rede Municipal de Saúde.
  • Reposição de estoque de dexametasona endovenoso (corticoide) e de fenantil e midazolan e propofol (usados para entubar e manter paciente sedado).
  • Aquisição de equipamentos como ventiladores pulmonares, ultrassom móvel, monitor multiparâmetro, raio-x móvel, ressuscitador manual, laringoscópio para intubação, entre outros.
  • Criação do Médico Virtual, que oferece consultas por videoconferência.
  • Reabilitação a pacientes com Síndrome pós-Covid com monitoramento de pacientes durante ao menos 30 dias.
  • Realização de drive-thru de testes rápidos em pessoas que tiveram contato com pacientes confirmados com Covid-19.


Website: http://www.uberlandia.mg.gov.br
Notícias Relacionadas »