11/03/2021 às 11h22min - Atualizada em 24/03/2021 às 04h20min

Mães estão empreendendo na internet para passar mais tempo de qualidade com a família

As vendas on-lines estão se tornando a alternativa mais segura para mulheres que desejam empreender

DINO
https://patriciapassos.com/familia


O número de empresas pertencentes a mulheres aumentou quase 3.000% desde 1972, de acordo com o "Relatório sobre o Estado das Mulheres em 2018", encomendado pela American Express nos EUA.

Além disso, entre 2017 e 2018, as mulheres começaram uma média de 1.821 novos negócios por dia nos Estados Unidos. Os dados no Brasil ainda são precários, porém é possível enxergar através da realidade americana, uma tendência que começa a chegar no Brasil.

Com as mulheres agora representando 40% dos novos empreendedores, fica claro que mais delas estão se voltando para o empreendedorismo.

Mas por que tantas mulheres estão abrindo negócios? Aqui estão algumas razões pelas quais elas estão favorecendo o empreendedorismo em vez de subir na escada corporativa:

  1. Para ter mais flexibilidade

As mulheres ainda são as principais cuidadoras, quer se trate de filhos ou pais idosos. Um estudo americano publicado na Forbes indicou que o principal motivo pelo qual as mulheres americanas abrem negócios é para ter um trabalho que lhes permitam ficarem próximas da família.

Outra pesquisa publicada na Forbes revelou que cerca de 74% das mulheres disseram que flexibilidade é mais importante do que ganhar mais dinheiro. Ser seu próprio patrão geralmente permite mais liberdade do que trabalhar para outra pessoa. Essa autonomia adicional é especialmente útil quando a família pode ser a prioridade número um.

A capacidade de definir sua própria programação também torna mais fácil reservar tempo para exercícios e um estilo de vida saudável - outro motivo pelo qual as mulheres estão se voltando para o empreendedorismo em casa.

  1. Para ter mais controle sobre seu futuro

A crença de que trabalhar para uma empresa oferece mais estabilidade pode ser um mito. Muitas mulheres passaram por demissões, reestruturações, reorganizações, aquisições ou uma variação disso em algum momento de sua vida corporativa. Esses cenários geralmente resultam em mudanças organizacionais que estão fora do controle e podem ter um impacto negativo na carreira.

Trabalhar por conta própria significa estar no assento do motorista. Esta pode ser uma declaração poderosa porque pode não apenas ter controle sobre as atividades de negócios, mas também com quem trabalha, incluindo clientes e parceiros de negócios.

  1. Para avançar mais rapidamente

Mais mulheres estão abrindo negócios para escapar do teto de "vidro". Um estudo publicado na Harvard Business Review testou a teoria de que as mulheres não são promovidas tão rapidamente quanto os homens porque se comportam de maneira diferente.

O estudo, usando sensores, descobriu que homens e mulheres se comportam da mesma maneira no local de trabalho, obtêm a mesma quantidade de trabalho por dia, passam a mesma quantidade de tempo em reuniões cara a cara com seus superiores e pontuam igualmente nas avaliações de desempenho. Esses resultados sugerem que as diferenças nas taxas de promoção não se deviam ao comportamento, mas, sim, à forma como eram tratados.

Uma pesquisa feita pela LeanIn.Org e McKinsey & Co. mostrou que embora mulheres e homens digam que desejam ser promovidos em números quase iguais, as mulheres têm 15% menos probabilidade de serem promovidas do que os homens.

Os pesquisadores dizem que, nesse ritmo, levará mais de um século para atingir a paridade de gênero na diretoria. Não é de surpreender que as mulheres estejam recorrendo ao empreendedorismo para avançar em suas carreiras mais rapidamente.

Patrícia Passos fala sobre sua trajetória

Trabalhando em casa e podendo cuidar do filho, Patrícia Passos se diz realizada: “Para mim é viver um sonho: posso trabalhar e ainda cuidar da minha família”.

Patrícia é empreendedora e também ensina outras mulheres a alcançarem o mesmo sonho que ela vive: “Para mim é gratificante motivar outras mulheres a empreender. Hoje através da internet é superpossível criar seu próprio negócio, do zero e podendo trabalhar de casa, conquistando a sua independência financeira, sem a necessidade de trabalhar fora e deixar seus filhos com outras pessoas.”

Perguntada sobre a dica que daria para as mulheres que querem mais liberdade e trabalhar de casa, ela diz: “O que eu indico é o mesmo que falo no meu método: procure formas inteligentes de empreender. Eu e minhas alunas, por exemplo, abrimos nosso próprio negócio sem precisar de estoque, uma maneira inteligente e com custo baixo para começar.”

Essa forma de empreender revelada pela Patrícia é uma tendência. Também conhecida como Dropshipping, e pode ser uma opção bem lucrativas para se trabalhar em casa. As mulheres vêm conquistando seus espaços. E a internet tem um papel determinante nisso.

Para mais informações sobre como ter uma renda extra através do Dropshipping basta acessar: https://patriciapassos.com/familia ou  https://patriciapassos.com/instadino



Website: https://patriciapassos.com/familia
Notícias Relacionadas »