22/03/2021 às 15h22min - Atualizada em 23/03/2021 às 00h00min

Economia digital impulsiona surgimento de novos negócios para venda de conteúdo

Levantamento feito pela Adaction em parceria com a Inflr mostra que o canal é visto como o mais eficiente para superar as barreiras criadas pela pandemia de coronavírus

DINO


Sem data para acabar a pandemia e com o retorno das medidas de isolamento social, o marketing digital é visto como a saída para a maioria das empresas. A grande aposta será a oferta de conteúdo qualificado, conforme revela a pesquisa Estratégias de Marketing Digital para 2021, elaborada pela Adaction, veículo de comunicação especializado em ações de mídia digital, e pela Inflr, startup especializada em ações com influenciadores digitais.

De acordo com o levantamento, 76,19% dos gestores de marketing e executivos pretendem ampliar os investimentos em marketing digital em 2021 e deste total, 38,1%, acreditam que a melhor forma de atuar online é oferecendo conteúdo qualificado. "A qualidade do conteúdo vai falar alto em 2021. É notório que o engajamento sempre dependeu e vai depender cada vez mais disto. E vai se destacar quem apresentar as melhores soluções às necessidades dos consumidores por meio da oferta de informação qualificada na hora certa", diz Thiago Cavalcante, diretor da Adaction e da Inflr. A pesquisa ouviu 2.100 pessoas ao final de 2020 e identificou que o marketing digital já supera 50% dos investimentos em campanhas por ser mais assertivo.

De olho nesta tendência, algumas prestadoras de serviço se voltam para oferecer novas formas de venda de conteúdo, como é o caso da VendeRei. A startup, lançada em fevereiro deste ano, começou a ofertar no mercado a possibilidade de vender conteúdos digitais em um minuto e se posiciona como a nova geração de provedores deste tipo de serviço. A VendeRei é um marketplace para infoprodutos (produtos digitais) que facilita a vida de quem precisa colocar seu produto ou serviço para vender online de forma simples e descomplicada.
E a simplificação do processo de inserção do produto é o que os profissionais de marketing procuram. "Antes de lançar a VendeRei, fizemos uma pesquisa de mercado que demonstrou que um dos principais entraves dos provedores de conteúdo e cursos na Internet era justamente a burocracia necessária para disponibilizar seu negócio ao público", conta Douglas Almeida, CEO da startup.

Na VendeRei, por sua vez, é possível incluir um produto em um minuto e já sair com um link de checkout para efetuar a venda. Para evitar falhas e manter a qualidade, todos os novos produtos inseridos são revisados no prazo máximo de um dia útil. "Toda a experiência do usuário foi pensada para que qualquer pessoa consiga usufruir da plataforma de uma forma bem amigável. Nas outras plataformas, o usuário precisa ter um cadastro e necessita cumprir diversas etapas complicadas previamente. Geralmente, ele tem de ter uma landing page e um vídeo de boas-vindas na área de membros", explica Kevin Porter, fundador da empresa.

A VendeRei, aliás, é fruto da experiência de Porter, um recordista na venda de conteúdo digital. De origem americana, o executivo aprendeu a falar português assistindo novelas e se tornou um dos professores de inglês para brasileiros de maior sucesso no Youtube, somando 450 mil inscritos em seu canal.

Disruptiva, a economia digital vem acabando com modelos de negócios ultrapassados ao mesmo tempo que abre caminho para novos formatos. Para se ter ideia, esse mercado movimenta cerca de 3 trilhões de dólares anualmente. Não é por acaso que cada vez mais marcas deixam de lado os canais de mídia tradicionais para investir em canais de marketing digital, que consegue alcançar um número bem maior de pessoas e, melhor do que isso, é capaz de selecionar o público alvo com uma precisão nunca vista antes.

Notícias Relacionadas »