12/03/2021 às 09h27min - Atualizada em 15/03/2021 às 00h00min

ANS aprova inclusão da TAVI em rol de procedimentos cobertos por planos de saúde

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) aprovou a inclusão do TAVI (sigla em inglês para Implante Transcateter de Bioprótese Valvar Aórtica) no rol de procedimentos a serem incluídos na relação obrigatória dos planos de saúde. O TAVI é um procedimento minimamente invasivo.

DINO
https://www.pcicardio.com.br
TAVI Alexandre Abizaid


A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) aprovou a inclusão do TAVI (sigla em inglês para Implante Transcateter de Bioprótese Valvar Aórtica) no rol de procedimentos a serem incluídos na relação obrigatória dos planos de saúde. O TAVI é um procedimento minimamente invasivo – ou seja, dispensa cirurgia cardíaca aberta. “É um procedimento inovador e seguro. Trata-se de um grande avanço na área”, explica o médico cardiologista e diretor do Departamento de Cardiologia Intervencionista do Instituto do Coração (InCor), Alexandre Abizaid.

O TAVI é um procedimento que foi realizado pela primeira vez na França pelo médico Alan Cribier, há quase 20 anos, e no Brasil é realizado há precisamente 13 anos. “Nessas quase duas décadas, muitas evidências foram geradas e publicadas para nos convencer da segurança e eficácia desse dispositivo”, explica Alexandre Abizaid.

O procedimento já era aprovado nos EUA e na Europa. “Agora, finalmente no Brasil os pacientes poderão ter à disposição essa tecnologia menos invasiva, para tratar uma afecção que geralmente ocorre em pacientes frágeis mais idosos e que necessitam de procedimentos menos agressivos, como é o TAVI”, afirmou.

A inclusão foi feita em fevereiro, com a atualização do rol de procedimentos obrigatórios dos planos privados de saúde, que esteve em consulta pública consulta pública até 21 de novembro do ano passado. Além do TAVI, outras 68 coberturas foram incluídas, além de outras alterações. “A qualidade das discussões técnicas realizadas, a ampliação da participação da sociedade, a transparência dada a todo o processo e o conjunto robusto de elementos analisados para definição dos procedimentos incorporados qualificou a tomada de decisão por parte da Diretoria Colegiada da ANS e permitiu ganhos importantes para a sociedade”, disse o diretor-presidente da ANS, Rogério Scarabel.

A Resolução Normativa da agência com as novas coberturas da ANS passa a vigorar em 1º de abril deste ano – até lá, as operadoras de planos de saúde deverão se adequar à nova norma.

Abizaid ainda parabenizou a SBHCI (Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista) pelo “papel importante no processo de aprovação do TAVI pela ANS”. Em maio do ano passado, a entidade promoveu webinares sobre o procedimento – Abizaid participou como moderador de um deles, sobre detalhes da individualização do tratamento. Em setembro, a SBHCI realizou também um curso de certificação em TAVI.



Website: https://www.pcicardio.com.br
Notícias Relacionadas »