05/03/2021 às 14h50min - Atualizada em 06/03/2021 às 00h00min

Como a tecnologia apoia os cuidados mentais na quarentena?

Diante do isolamento social, novas alternativas de atenção médica foram exploradas. Cyro Masci, médico psiquiatra, conta como a tecnologia pode apoiar o atendimento em psiquiatria e a atenção aos pacientes.

DINO
http://www.masci.com.br


Durante a pandemia do novo Coronavírus a demanda por cuidados de saúde mental aumentou, segundo dados da OMS, Organização Mundial da Saúde. Ao mesmo tempo, o isolamento social implicou em desafios para o atendimento, criando ou acelerando novas formas de soluções para atenção em psiquiatria.

As buscas pela internet confirmaram o aumento de interesse pelas dificuldades emocionais. Dados fornecidos pelo Google apontam alta de 98% nas buscas sobre temas relacionados a transtornos psiquiátricos. Em junho do ano passado, por exemplo, a pergunta "como lidar com a ansiedade?" teve um crescimento de 33% comparando com 2019, batendo o recorde de interesse na última década.

Para enfrentar essa situação, o médico psiquiatra Cyro Masci ampliou sua participação em redes sociais para levar informações e orientações em sua área de expertise, além de adotar algumas medidas aprovadas de telemedicina pelo Conselho Federal de Medicina.

Aplicações

Cyro Masci afirma que "a tecnologia é uma aliada do atendimento médico, estar presente no mundo virtual não é mais uma opção", atesta o médico, que aplica sua especialidade na atenção à saúde mental em todas as suas faces, como transtornos de ansiedade, síndrome do pânico, fadiga prolongada ou depressão. 

Masci exemplifica com a atenção à distância, relatando que "é possível realizar não apenas o teleatendimento, como aprimorar o diagnóstico com testes e escalas específicas, e que também permitem acompanhar de modo mais objetivo a evolução do tratamento."

E, para isso, a tecnologia é vista como aliada da clínica - mesmo antes da pandemia. “Vimos na tecnologia uma possibilidade de levar nossa expertise a diante. Hoje em dia estar presente no mundo virtual não é mais uma opção”, compartilha Cyro Masci.

Com o aumento da necessidade de cuidados, o Cyro Masci decidiu ampliar seu leque de disseminação de informações sobre o tema, utilizando as redes sociais como Instagram, Facebook ou LinkedIn para compartilhar informações e reflexões sobre dificuldades emocionais e também a respeito da promoção da felicidade.

Além disso, Masci adotou outra tendência: os podcasts. Estima-se que 40% da população já os consome, segundo dados do IBOPE. “Costumo falar sobre mente saudável, qualidade de vida e bem-estar. O formato permite um consumo de conteúdo expandido, livre de impedimentos e mais democrático, por conta de maiores explicações pela fala”, declara.

Com a utilização da tecnologia o psiquiatra Cyro Masci ampliou sua atuação, seja levando informações de qualidade pelas redes sociais e podcasts, seja no atendimento em sua clínica, que atua utilizando a abordagem integrativa na psiquiatria, buscando recursos que integrem a medicina tradicional com formas de tratamento não convencionais. 

Para mais informações, basta acessar as redes sociais ou o site da Clínica Masci: www.masci.com.br, https://www.facebook.com/ClinicaMasci e https://www.linkedin.com/in/cyromasci/.



Website: http://www.masci.com.br
Notícias Relacionadas »