04/02/2021 às 13h04min - Atualizada em 09/02/2021 às 00h00min

Setor de contabilidade passa por mudança do modelo tradicional para o digital

Pesquisas apontam que a profissão de Contador corre grande risco de automação até o ano de 2025. Sendo assim, adotar novas tecnologias é resposta para atualização para escritórios de contabilidade.

DINO
https://www.rsm.global/brazil/pt-br
Demonstração dos paineis de visualização das ferramentas HubCount


Um relatório publicado pela McKinsey chamou a atenção para detalhes que podem ser acentuados pela transformação digital: os dados dispostos no conteúdo afirmam que investir no mundo online colabora para maturidade das empresas, as deixando mais difíceis de serem superadas no quesito inovação. 

Por outro lado, nem todas as corporações terão uma passagem tranquila diante do mundo virtual. Ao menos é o que aponta um outro estudo da McKinsey: estima-se que 70% das empresas terão algum tipo de problema e falharão no processo. 

Ainda assim, nem sempre existe a opção de não migrar para o digital, principalmente ao considerar determinados mercados. Segundo estudo da universidade Oxford, a profissão de contador tem 94% de chances de automação para os próximos anos.

Transformação digital

Diante do cenário competitivo, as contabilidades não perdem tempo. Ao menos foi o caso da RSM, contabilidade que atende em nível mundial. Ao constatar que o mercado contábil pedia por uma repaginação, a corporação decidiu investir em novas tecnologias.

O primeiro deles foi a HubCount, primeira spin-off da RSM: a startup possui plataforma para transformar escritórios contábeis em digitais, trazendo tecnologia e eficiência operacional. Atendendo mais de 42 mil empresas em todo o Brasil, a HubCount realiza diversas automações para economizar tempo e gerar valor para os escritórios, empresas e fundos de investimentos. Segundo Gabriel Capano, CTO da HubCount, as soluções da empresa permitem aos escritórios de contabilidade "tradicionais" serem transformados em escritórios de contabilidade digital, fornecendo serviços mais baratos, em maior escala e com tecnologia de ponta.

Outra startup, também spin-off da RSM, é a AccountBank, uma contabilidade digital que oferece conta digital completa por uma fração do valor de uma contabilidade tradicional. Com intuito de resolver burocracias, a AccountBank já atende mais 1000 clientes, gerando uma economia expressiva por trabalhar com valores abaixo do mercado. 

E por último também realizou a aquisição da youfy, uma startup que tem uma plataforma de hiperautomação que fornece "funcionárias digitais" para corporações, ou seja, robôs que executam atividades rotineiras, repetitivas e até complexas que acontecem em meio virtual.
Sendo a primeira "funcionária digital" a MEG que é já está empregada em mais de 20 empresas, executando mais de 50 rotinas distintas nessas organizações.

Sendo assim, as três startups RSM Brasil complementam o nicho empresarial voltado para a transformação digital da contabilidade no país. Em janeiro de 2021 tomou a decisão de inaugurar o RSM Innovation Camp. “Em tempos de pandemia, a consciência sobre a digitalização ficou ainda maior e isso acelerou a adoção de tecnologias. Sem ela, as empresas ficarão para trás”, finaliza Lucas Correa, Head de BPO na RSM Brasil.

Ampla atuação

A RSM Brasil faz parte da RSM Internacional, 6ª maior rede de empresas de contabilidade e consultoria independentes do mundo, com 820 escritórios em 120 países e mais de 48,000 profissionais trabalhando a qualquer momento, em qualquer lugar do mundo.

Para saber mais: basta acessar: https://www.rsm.global/brazil/pt-br



Website: https://www.rsm.global/brazil/pt-br
Notícias Relacionadas »