15/01/2021 às 13h47min - Atualizada em 17/01/2021 às 00h00min

Cadeia logística das empresas: por que essa área seguirá em destaque?

Com a ascensão do digital, diante da pandemia causada pelo novo Coronavírus, os ERPs, Sistemas de Gestão, tornam-se ferramenta importante para corporações

DINO
https://www.linkedin.com/in/wilson-botino-junior-12603b25/


O ano de 2020 foi marcado por novos formatos: as ressonâncias da pandemia, assim como seus “efeitos colaterais”, fizeram com que muitos hábitos fossem revistos, incluindo pequenos detalhes da rotina. Sendo assim, muita coisa mudou.

A forma de realizar compras é uma delas. Durante o ano de 2020, o e-commerce brasileiro registrou crescimento de 47% apenas no primeiro semestre, segundo dados disponibilizados pela 42ª edição do Webshoppers, estudo realizado pela Ebit | Nielsen. A alta foi a maior dos últimos 20 anos. 

Diante desse cenário, o mercado de tecnologia como um todo se destaca. Entretanto, algumas ferramentas mostram-se essenciais. Entre elas, estão os ERPs, Sistemas de Gestão. 

“O mundo estava em processo de digitalização. Com a pandemia, houve uma aceleração. Dessa forma, o crescimento do mercado logístico foi um reflexo inevitável, uma vez que o mundo online não irá regredir - muito pelo contrário, estará cada vez mais presente”, diz Wilson Martins Botino Junior, especialista em Supply Chain. 

E os dados já comprovam isso: segundo levantamento “Impact of data effectiveness on business outcomes at medium-sized business in North America and Europe”, empresas que utilizam ERPs crescem até 35% mais rápido. Além disso, também demonstram 10% mais produtividade. 

Tecnologia a favor 

Ainda citando o estudo anterior, foi possível compreender que os Sistemas de Gestão podem fazer a diferença para uma corporação, entregando otimização e qualidade para seus clientes com superioridade de até 9% quando comparado às empresas que deixam a ferramenta de lado. Outro ponto de atenção é a rentabilidade, que pode ser até 2,2% mais alta graças à inteligência de negócios.

Sendo assim, Wilson afirma: “os desafios logísticos não podem ser um impeditivo de crescimento para uma empresa. Com o aumento das compras on-line e a mudança no formato que já conhecemos, sabemos que o mundo não será mais o mesmo”, comenta.

“Por esse motivo, olhar para o Supply Chain como oportunidade e superar possíveis desafios é uma ótima aposta, uma vez que este mercado só cresce - e continuará assim mesmo depois da pandemia, pois a realidade mudou”, aponta.

Para concluir, Wilson ressalta que por mais que a pandemia tenha afastado uns dos outros fisicamente, mais do que nunca existe uma integração com as empresas. “O destaque virtual será cada vez maior daqui em diante. Tivemos muitas mudanças: a forma de consumo, de trabalho e até mesmo de comunicação. Por isso, aderir a um ERP pode ser uma solução importante para dar um passo a diante”, finaliza. 

Especialização

Wilson Martins Botino Junior é especialista em Supply Chain e profissional da área de Compras e Suprimentos. Com MBA na Universidade Federal do Rio de Janeiro e Pós-graduação em Compras e Suprimentos pela Universidade Cândido Mendes no Rio de Janeiro, Wilson já compreende o mundo dos ERPs e atua na área há 10 anos.

Para saber mais, basta acessar: https://www.linkedin.com/in/wilson-botino-junior-12603b25/



Website: https://www.linkedin.com/in/wilson-botino-junior-12603b25/
Notícias Relacionadas »