11/01/2021 às 16h15min - Atualizada em 11/01/2021 às 17h20min

Mercado global de manutenção de áreas verdes está cada vez mais tecnológico e inclui inovações com aplicação de robótica

Cortador de grama autônomo para aplicação profissional em grandes áreas foi lançado no Brasil recentemente

DINO
https://www.automower.com.br/
Foto do Automower® 550 da Husqvarna


Segundo projeção do The Boston Consulting Group (BCG), o mercado global de robótica deverá movimentar em torno de US$ 87 bilhões até 2025. O relatório destaca que serão atingidos diversos setores com pequenas e grandes aplicações. As utilidades são diversas, como serviços domésticos, interações de casas inteligentes e conectadas, máquinas auxiliares em áreas, como saúde e indústria, veículos autônomos, entre outros segmentos.

O interesse nas modernidades tecnológicas está em crescimento, e a expectativa é de que só a vertical de consumo seja responsável por investimentos na casa dos US$ 23 bilhões em robôs e afins dentro dos próximos seis anos. A temática tem ganhado cada vez mais expressão no Brasil e segundo outra pesquisa — desenvolvida pela MOB INC empresa de consultoria de pesquisa —, de 2019, 40% dos brasileiros desconheciam conceitos, como inteligência artificial e chatbot. Muitos dos pesquisados não conseguiram defini-los ou explicar para que servem, embora já tenham ouvido falar sobre esses assuntos.

Porém, o interessante é que algumas destas pessoas não se dão conta de que já utilizam a inteligência artificial quando, por exemplo, fazem uma compra por meio de um site ou utilizam um aplicativo que orienta qual o melhor caminho a seguir. As inovações já fazem parte do dia a dia e se apresentam cada vez mais de forma impressionante, como já acontece no Japão, onde máquinas fazem todo o serviço de atendentes de hotéis. Na China, pequenas vans-robôs fazem entregas sem motoristas. Já há dispositivos eletrônicos que varrem as ruas e colocam o lixo para fora de casa em Cingapura. Agora, um robô movido a bateria que corta a grama sozinho e ainda dá um jeito nos resíduos gerados, que se decompõem no solo, sem necessidade de remoção? Essa novidade, que já é sucesso na Europa há alguns anos, chegou ao Brasil e é conhecido como Automower®, robô cortador de grama.

Líder no mercado europeu, o robô funciona como um sistema de manutenção de gramados e é mais uma inovação da evolução do mercado de dispositivos da Internet das Coisas (IoT), com a presença da conectividade e recursos smart. Ele funciona por meio de bateria, é silencioso e trabalha 24 horas por dia, sete dias por semana. O tipo de lâmina e a frequência de corte ainda proporcionam um resultado adequado em todos os tipos de grama, deixando a grama mais saudável.

O Automower modelo 550, que é um lançamento da multinacional sueca Husqvarna, chega ao Brasil para completar o portfólio com outros três modelos. Enquanto os outros modelos são ideais para residências e áreas de até 3.200 mil m2, o Automower 550 é um produto para uso profissional, com foco na manutenção de grandes áreas verdes de até 5.000 m2. “Sua principal aplicação é para ambientes, como hotéis, parques industriais, condomínios e campos esportivos, onde a área é extensa e a exigência de qualidade é elevada”, comenta Mário Fortunato, gerente de produtos para América Latina da Husqvarna.

E para um país apaixonado por futebol, o robô chega para trazer um perfeito corte aos gramados de estádios e campos de treinamento. Isso porque ele tem um modo campo esportivo pré-programado, que otimiza as configurações do produto em áreas esportivas gramadas. “O modo campo esportivo garante maior velocidade de rotação do disco de corte para melhor qualidade e capacidade do produto. Essa programação também reduz o risco de as rodas do equipamento patinarem em gramado denso”, comenta o executivo. Além disso, esse modelo possui recursos exclusivos para o uso de múltiplas máquinas dentro do mesmo terreno, o que facilita a aplicação em áreas maiores.

Inteligente, o equipamento também conta com conexão Bluetooth, entrada para cartões SIM 2G e 3G, sensor ultrassônico, que detecta colisões iminentes, e rodas com travas maiores, para terrenos acidentados, além de escovas que melhoram o desempenho em áreas inclinadas. Para uma melhor análise da produtividade, é possível a utilização do Husqvarna Fleet Services — um software de gerenciamento dos equipamentos, com sistema disponível tanto em versão web quanto em aplicativo (Android e iOS). “A integração com esse gerenciamento de frota é muito útil para empresas que cuidam da manutenção de grandes áreas verdes. Já que, por meio de um aplicativo, é possível enviar comandos em massa para múltiplos equipamentos simultaneamente. Além disso, o sistema fornece estatísticas de uso, diagnósticos remotos e registros de manutenção para controle completo da frota”, explica Fortunato.

Inovações como essa têm trazido à realidade equipamentos autônomos e fundamentais para a satisfação e comodidade dos usuários, cada vez mais exigentes. Em pesquisa divulgada em 2019, desenvolvida por pesquisadores das Universidades de Harvard, Lausanne e da Universidade de St. Gallen, envolvendo cerca de cinco mil entrevistados em diferentes países, terceirizar tarefas caseiras — como cortar grama e aspirar pó — eleva a sensação de “ganho de tempo”, diminuindo o estresse e aumentando a sensação de bem-estar. Não é à toa que cada vez mais surgem avanços tecnológicos em equipamentos e utensílios domésticos, que buscam atrair a atenção dos donos de casa em geral e prestadores de serviços.

O equipamento já está disponível nas revendas especializadas Husqvarna. Este vídeo esclarece como o robô funciona.



Website: https://www.automower.com.br/
Notícias Relacionadas »