07/01/2021 às 10h48min - Atualizada em 11/01/2021 às 00h00min

Especialista orienta como aproveitar as férias com segurança

Pico de casos de Covid-19 requer atenção redobrada

DINO


O verão é uma das épocas mais esperadas do ano por quem adora viajar e aproveitar momentos de lazer ao lado da família e dos amigos. Não por acaso, muitas pessoas aguardam a estação para tirar férias e conhecer paisagens dentro e fora do Brasil, porém, em meio à pandemia de Covid-19, os planos para este início de ano tendem a ser mais contidos.

Segundo o Dr. Alex Sander Ribeiro, coordenador da Emergência do Complexo Hospitalar de Niterói (CHN), ainda é necessário ter muita cautela ao cogitar viajar e sair de casa por mais tempo, principalmente diante do aumento no número de casos em diversos países. Mas com as devidas medidas de segurança e alguns ajustes na programação, é possível aproveitar as férias. "A parte mais importante continua sendo seguir os protocolos para evitar o contágio, como o uso de máscara e a higienização das mãos ao longo do dia. Esses hábitos devem ser mantidos em qualquer situação, tanto para quem passará as férias em casa quanto para aqueles que escolheram viajar."

O médico afirma que o mais recomendado é que as pessoas ainda restrinjam as saídas de casa sempre que possível e escolham atividades que possam ser feitas em família. "Ao sair, é indicado explorar pontos turísticos e atrações que sejam perto de casa, ao ar livre, em meio à natureza, sobretudo aquelas em espaço aberto, como parques e cachoeiras, e que não reúnam muitas pessoas de uma vez", aconselha Alex.

Já para quem não abre mão de viajar, é imprescindível fazer algumas alterações no itinerário para diminuir as chances de contágio. Locais com alto índice de contaminação devem ser evitados, e, ao buscar orientação sobre o destino, certifique-se de que o lugar escolhido permite a entrada de turistas e informe-se sobre as exigências necessárias para visitá-lo. Segundo o Dr. Alex, as pessoas devem preferir o carro aos demais meios de transporte, como avião e ônibus, para não entrar em contato com muitas pessoas de uma vez. As superfícies de contato em quartos de hotéis ou casas também devem ser higienizadas com frequência com álcool 70%.

Caso não seja possível sanitizar as roupas usadas durante a viagem, elas devem ser guardadas em sacos longe das roupas ainda limpas. Ao retornar para casa, lave-as imediatamente para evitar a chance de carregar o vírus para dentro de casa.

O médico ainda faz algumas recomendações de prevenção em passeios e viagens:

Usar a máscara de forma correta (de maneira que cubra a área da boca e do nariz) em todos os momentos;
Higienizar as mãos com água e sabão ou álcool gel 70% até os cotovelos ao longo do dia, principalmente antes das refeições e após entrar em contato com superfícies;
Manter uma distância segura de cerca de um metro e meio de outras pessoas;
Não compartilhar objetos pessoais como celulares, copos e talheres;
Ao retornar para casa, separar imediatamente a roupa suja para higienização.

Notícias Relacionadas »