03/07/2020 às 16h03min - Atualizada em 04/07/2020 às 05h33min

Pesquisadora brasileira lança livro sobre os desafios da Odontoeducação

Na visão da autora, Clarice Gonzaga, a capa remete ao momento que vive o mundo: Um mover no espaço e o homem com auxílio da Luz Divina, fazer com que as três ciências entrem em diálogo para salvar a humanidade. Uma verdadeira surpresa com o que traz o coração de Deus para a Terra.

DINO
http://www.claricegonzaga.com.br


Clarice Gonzaga, pesquisadora, mestre em Engenharia de Produção na área de Mídia e Conhecimento e odontopediatra provoca:"Quando falamos em BOCA, a maioria das pessoas já pensa em... DENTES... mas ela na realidade é uma “Potência Criadora”, sensual, geradora de muitos prazeres, tais como: comer, falar, cantar, beijar, sendo assim... De que forma mudar o paradigma e vencer esse desafio de uma forma plena e completa?"

A resposta está na obra “Odontoeducação: Dialogando com as Ciências do Homem, da Vida e do Mundo”. De autoria da pesquisadora, mestre em Engenharia de Produção na área de Mídia e Conhecimento e odontopediatra Dra. Clarice Gonzaga e colaboradores. O livro é resultado de um trabalho de 35 anos de pesquisa, período este com lançamentos de outros 9 livros, sendo estes uma metodologia de ensino reconhecido internacionalmente e agora esta obra, que prioriza envolver várias áreas da saúde, educadores, pais e os envolvidos com crianças nos cuidados não só com a saúde bucal, mas integralmente com uma visão dentro da Educação Planetária.

De acordo com a autora, o livro teve como desafio unir corpo, mente e espírito para abordar os “3 As”: Amor, Aconchego e Acalento pelas crianças, que têm sustentado o trabalho dela como pesquisadora.  

O título da obra surgiu quando imaginei que, para a criança existir, necessitaria de um perfeito diálogo entre três ciências: a do homem, a da vida e do mundo. Ambas envolvem várias áreas, que precisam estar atentas aos apelos lúcidos da humanidade quanto a uma aprendizagem significativa que nem sempre está presente nos livros e nas nossas salas de aula”, explicou a Dra. Clarice.  

O livro tem como proposta a “Nova Aliança entre a cultura cientifica, cultura humanística e a espiritualidade, por meio das obras de arte”, para a melhor compreensão dos leitores. Nele, a autora avalia como a ciência do homem norteia e direciona o raciocínio humano para modificações de condutas e pensares em rota ao humanismo que surgiu em 1.450 d.C., que se  encontra  perdido ou em desuso por parecer uma fuga do raciocínio lógico.

Para a autora, a ciência da vida é a responsável por descobertas importantes para o ser humano pela prevenção e cura de doenças e pelas melhores soluções para uma qualidade de vida do homem.

Ela considera que a ciência do mundo é o trabalho e o esforço das instituições científicas para expandir a diversidade, uma das chaves para o progresso científico. Essa expansão é feita pelo acolhimento de vários pontos de vista e abordagens de resoluções de problemas, que contribuem para equilibrar os preconceitos e a compreensão do mundo natural.

Sociedade do Conhecimento

A pesquisadora aponta no livro que a Nova Aliança consiste na Sociedade do Conhecimento Humanizado, surgindo da convicção de que a criança deve ser uma prioridade não apenas para a família, mas também para a Sociedade e o Estado.

Isso deve ser feito por meio de uma Nova Consciência Política sobre o desenvolvimento infantil e a importância dele para a evolução da sociedade. Na avaliação da autora, esse fator precisa estar alinhado com o Plano Nacional pela Primeira Infância, que se configura como uma carta de compromisso da Sociedade Brasileira com suas crianças em relação aos deveres que lhes são atribuídos como absoluta prioridade.

“É preciso reconhecer o ser humano como ser integral e a saúde como qualidade de vida. Neste sentido, a Lei nº. 13.257/2016, que trata de políticas públicas para a primeira infância e que alterou a Lei no. 8.069, de 13 de julho de 1990 (Estatuto da Criança e do Adolescente), determina que na base curricular no ensino básico é necessário ter incluída a saúde bucal”, enfatizou a autora.

O Plano Nacional pela Primeira Infância, aprovado em 2010, foi revisto agora em 2020 e INCLUIU a ODONTOEDUCAÇÃO como tema importante dos direitos da criança.

Ela destaca que a Nova Aliança visa compartilhar experiências e compreensão do mundo de uma maneira mais solidária e responsável. Além disso, defende a conexão entre as Ciências e a Espiritualidade na busca pela saúde integral.

“Unir as ciências com a espiritualidade é ter olhos de ver além do SER-paciente que se encontra à nossa frente em nossos consultórios. Unir as ciências na primeira infância é compreender e ter compaixão com suas dores mais profundas, compreendendo que essas dores vão além do que seu corpo físico nos apresenta. Seus pensamentos, suas dores estão para além do visível e somente poderemos ajudá-los integralmente compreendendo a Conexão Corpo, Mente e Espírito”, explicou.

Caminho

A autora considera que os profissionais de Saúde do terceiro milênio precisam expandir a certeza e a convicção de que podem atuar integralmente no caminho da CURA de que cada SER (criança) verdadeiramente necessita.

Com a intenção de tornar a obra mais abrangente em termos científicos, a autora convidou vários profissionais de renome nacional e internacional para atuar como colaboradores com o intuito de agregar valor ao conteúdo apresentado.

Na avaliação da autora, os colaboradores da obra contribuíram na formulação de uma nova proposta, em que a comunicação não violenta nos norteia e permite aderir a uma metodologia puramente humanista para os desafios da “Nova Aliança”.

A consiliência nos encorajou a “saltarmos juntos” neste livro, mesmo que na prática caminhemos por áreas distintas. Nesse mundo cada vez mais em movimento, nas três ciências (a do homem, a da vida e a do mundo), gostaria de frisar a importância que deveria ser dada ao comportamento infantil, visto que as crianças sempre são as primeiras a se adequarem ,desde o nascimento, por não terem acesso a outra vida nem vivenciarem outras experiências”, acrescentou a Dra. Clarice.

A obra teve seu prefácio feito pelo estudioso, pesquisador e conhecedor da Odontoeducação desde o primeiro volume em 1992, o professor Dr. Paulo César B. Rédua.

Como colaboradores estão grandes pesquisadores das mais diversas áreas: Lúcia Coutinho, Gustavo Tello Meléndez, Flávia Konishi, Silvia Chedid, Caio Capitani, Antonio Pedro Silva, Vital Didonet, Patricia Junqueira, Laurista Corrêa Filho, Marta Martins Meireles, Liege Maria Di Bisceglie Ferreira, Silvana Regina Marzoto, Francisco Antonio Pereira Fialho, Carine Petry, Adriana Gledys Zink, Adailton Salvatore Meira, Jaqueline Wendland, Nêda Casadei Iorio, Cristiane Pereira Nunes Reynoso, Luciane Lamour, Soraya Leal, Fernanda Raposo, Mauricio Barriviera e Mariana G. Ferrari.

Como artista plástico, o incansável Flávio Dutka, que foi o autor das obras de arte que ilustram o livro.

Saiba o que é o Programa Odontoeducação

Desenvolvido pela pesquisadora, mestre em Engenharia de Produção na área de Mídia e Conhecimento e odontopediatra Dra. Clarice Gonzaga, esse programa se caracteriza por ter uma abordagem inovadora e por apresentar uma nova perspectiva no tratamento, na educação e nos cuidados bucais em crianças e adolescentes.

A iniciativa consegue aproveitar características da Psicologia, Pedagogia e Engenharia do Conhecimento para apresentar um conteúdo diferenciado e atraente para o público-alvo. O programa se caracteriza por levar à população infantil, principalmente a de baixa renda, um aprendizado gradual e progressivo nas escolas com atuação transdisciplinar com as disciplinas já existentes, creches, clínicas e todos os locais que tem atuação na educação, buscando envolver toda a família, integrando pais e crianças, o que é fundamental para os conceitos de saúde bucal serem devidamente assimilados e utilizados no dia a dia de maneira correta.

O programa tem uma influência marcante nas obras da autora. Na avaliação da Dra. Clarice, é imprescindível fornecer um atendimento amplo a todas as crianças, principalmente as que apresentam necessidades especiais.

Quando nos referimos ao transtorno do espectro autista, a palavra Consiliência vem ao encontro de deduções que ocorrem quando uma inferência obtida de uma série de fatos conjuga com outras inferências diferentes, mas que caminham ao encontro de uma avaliação da verdade dentro de uma determinada teoria”, afirmou.

Conheça a autora

Clarice Gonzaga nasceu em Tupã, interior de São Paulo. Em 1975, formou-se na Faculdade de Odontologia de Araçatuba (UNESP). A paixão pela Odontopediatria a levou a realizar, logo depois do bacharelado, vários estágios na área em clínicas no Distrito Federal, que elegeu como seu grande desafio de viver em uma cidade grande e intrigante.

O trauma que muitos adultos têm da “cadeira do dentista” despertou a curiosidade da Dra. Clarice, que iniciou as pesquisas no final de 1984, impulsionando-a a fazer especialização em Odontopediatria.

Com muita dedicação, ela descobriu a raiz dos traumas nas crianças relacionados com o tratamento dentário. Também constatou que a falta de cuidados com a saúde bucal ocorre devido ao contato não humanizado e com uma linguagem inadequada (Comunicação violenta) que, geralmente, ocorre na infância, que tem seu início logo após o nascimento com as “cantigas de ninar” já colocando que o “bicho papão” vem pegar se não dormir e aí o mais “cruel”... quando os dentinhos nascem...  de repente e mais que de repente a criança come e fica com a boca “suja”...??? o que ela comeu estava limpo e vira “sujeira”??? e se não escovar os “os horrorosos bichinhos da cárie vem comê-los”???, o que perpetua até o presente momento.

Por considerar que relação do público infantojuvenil com a Odontologia pode ser prazerosa, optou por apostar no Mundo da Odontoeducação. Assim, criou um programa preventivo, que aposta na “Comunicação não violenta” como principal ferramenta de conscientização.

Com o desenvolvimento dos estudos e do programa, lançou, em 1992, a primeira cartilha que deu origem a outros materiais, como o Caderno de Orientação do Professor, o Vídeo (ganhou o troféu Nacional como melhor vídeo educativo pelo Projeto vídeo escola) e CD-Room Odontoeducativo, Cadernos de Aprendizagem (1,2) e cinco volumes de Almanaques voltados para o público infantojuvenil.

Defendido em mestrado na Engenharia de Produção - na área de Mídia e  Conhecimento pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC/2000.

A autora se destaca por apresentar uma linguagem didática, pela transdisciplinaridade e pela criação de metáforas envolvendo a saúde bucal e mental em vários segmentos já existentes em sala de aula como ciência, ecologia, nutrição, meio ambiente, economia, segurança, drogas e coração, atuando transversalmente.

Editora

A obra “Odontoeducação: Dialogando com as Ciências do Homem, da Vida e do Mundo” foi editada pela Napoleão Quintessence. O livro se caracteriza por ser uma obra diferenciada e singular no mercado editorial da Odontologia.

“Desde o começo sabíamos que seria um trabalho inusitado dentro do que estamos acostumados a fazer, mas topamos o desafio, juntamos as nossas forças, e com o nosso trabalho em equipe atingimos nossa meta”, afirmaram os executivos da editora Napoleão Quintessence, Guilherme e Leonardo Napoleão.

Para eles, a obra da pesquisadora Clarice Gonzaga é um exemplo de como um tema tão complexo como este pode ser tratado, de forma lúdica e humanitária e, ao mesmo tempo, científica, por contar com uma equipe de profissionais engajados nessa causa.

“É uma obra ímpar e inovadora, com imagens belíssimas do artista plástico Flávio Dutka, que mexem com a imaginação do leitor, levando-o a interagir com os temas propostos em cada capítulo”, elogiaram os executivos.

Eles também consideram o texto do livro de extrema qualidade, porque apresenta embasamento científico, redação e elaboração de alto nível, em virtude do máximo de cuidado, carinho e perfeição de todos que se envolveram com a obra.

“Estamos orgulhosos por poder oferecer à comunidade odontológica essa obra-prima, fruto do trabalho em conjunto da autora, de seus colaboradores e de todos nós da Editora Napoleão Quintessence. Quando se trabalha com uma verdadeira equipe, não há obstáculo que não seja superado, nem sucesso que não seja alcançado”, ressaltaram Guilherme e Leonardo Napoleão.



Website: http://www.claricegonzaga.com.br
Notícias Relacionadas »