12/11/2020 às 17h52min - Atualizada em 13/11/2020 às 00h00min

Consumo de bebida em alta temperatura pode elevar as chances de câncer de esôfago

A pesquisa, que durou alguns anos, contou com o monitoramento de mais de 1.700 casos de câncer de esôfago

DINO
https://endoscopiaterapeutica.com.br/


O Annals of Internal Medicine divulgou um artigo encabeçado por pesquisadores que investigaram a real possibilidade de bebidas em alta temperatura poderem estar relacionadas ao desenvolvimento de câncer de esôfago.

A pesquisa teve uma duração média de 9,2 anos, na qual mais de 1.730 casos de câncer de esôfago foram monitorados de perto. Constatou-se que a ingestão de bebidas, como chá, em altas temperaturas, associada ao consumo de álcool ou tabaco, pode se relacionar ao aumento no risco de câncer de esôfago.

Na comparação com os participantes que consumiam chá menos que uma vez por semana, e com menor ingestão de álcool por dia (menos de 15 g), os que bebiam, todos os dias, chá quente e 15 g de álcool (ou mais) indicaram maior risco de desenvolvimento de câncer de esôfago. As chances de desenvolvimento da doença entre fumantes que ingeriam chá quente todos os dias também foram maiores.

O câncer de esôfago no Brasil

No País, o câncer de esôfago é o sexto tipo de câncer mais comum em homens, sendo mais recorrente entre eles do que em mulheres. No geral, a incidência em homens corresponde ao dobro da incidência em mulheres.

Dentro da categoria "câncer de esôfago", o tipo mais comum é o carcinoma epidermoide escamoso, doença responsável por mais de 95% dos casos. O adenocarcinoma, outro tipo, também tem aumentado significativamente.

Sintomas

Quando na fase inicial, o câncer de esôfago costuma ser silencioso. Com o desenvolvimento da doença, no entanto, podem surgir alguns sintomas, tais como: dor retroesternal (na altura do osso localizado no meio do peito), dificuldade (disfagia) ou dor para engolir, sensação de ter algo impedindo a passagem do alimento, dor torácica, vômitos, náuseas e perda de apetite.

Na maior parte das vezes, a disfagia representa um estágio bastante avançado do câncer de esôfago. A dificuldade para engolir pode progredir até chegar ao ponto de o paciente não conseguir ingerir alimentos pastosos ou líquidos. Em casos assim, o paciente pode perder mais de 10% de todo o peso corporal.

Diagnóstico

O diagnóstico ocorre por meio da endoscopia, um exame feito em clínicas e hospitais para identificar possíveis doenças no interior do tubo digestivo até o estômago, permitindo também a coleta e a realização de biópsias para a confirmação do resultado. O diagnóstico precoce aumenta muito as chances de cura do indivíduo.

Endoscopia Terapêutica fornece material completo sobre câncer de esôfago

A endoscopia é um exame de extrema importância para o processo de diagnóstico de irregularidades no esôfago, e para a comunidade profissional que busca maiores informações sobre o assunto, o Endoscopia Terapêutica é o portal que pode ajudar.

O portal Endoscopia Terapêutica surgiu com o objetivo de levar à comunidade conteúdos e experiências da prática médica, além de fornecer notícias e atualizações por meio de artigos comentados, discussões sobre endoscopia digestiva, casos clínicos e diretrizes.

Pelo portal on-line, é possível adquirir informações sobre diversas patologias, como câncer de esôfago, e ter acesso a dicas exclusivas de técnicas terapêuticas que auxiliam na otimização da atuação médica.



Website: https://endoscopiaterapeutica.com.br/
Notícias Relacionadas »