04/11/2020 às 15h42min - Atualizada em 05/11/2020 às 00h00min

Projeto que leva narração de histórias a hospitais expande atividades para espaços de educação e cultura

Objetivo é ampliar alcance do projeto diante do distanciamento social provocado pela pandemia

DINO
http://www.artedespertar.org.br


O projeto Promovendo Cultura nos Hospitais precisou interromper suas atividades presenciais devido à pandemia, levando a Arte Despertar a criar uma nova forma para continuar realizando suas ações e transformando momentos de vida.

A  primeira iniciativa foi criar o Movimento Acolher, com vídeos e podcasts com narração de histórias e músicas disponibilizados para os hospitais compartilharem com seus pacientes e profissionais da saúde, como também nas mídias sociais.  

Em seguida, o projeto foi ampliado para outros espaços de saúde, cultura, educação e assistência social, onde as intervenções artísticas foram iniciadas virtualmente. As intervenções online já alcançaram mais de 16.400 pessoas. 

Com o Movimento, esse número sobe para mais de 1,5 milhão de indivíduos alcançados através das redes sociais como Facebook, Instagram e YouTube.  No total, serão 75 vídeos e podcasts produzidos e disponibilizados gratuitamente com o objetivo de amenizar os sentimentos de estresse e ansiedade neste momento.

Além dos sete hospitais atendidos pelo projeto como Grupo de Apoio e Assistência à Criança com Câncer (GRAACC), Hospital Infantil Darcy Vargas, Hospital Municipal Tide Setúbal, Instituto Central do Hospital das Clínicas de São Paulo, Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (ICESP), Instituto do Coração (Incor) e Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, a Arte Despertar expandiu sua atuação para outros hospitais dentro do estado de São Paulo.

Hoje a Arte Despertar está em 70 equipamentos de saúde, sendo 19 hospitais, em parcerias como Complexo Hospital das Clínicas da FMUSP, Escola Municipal de Saúde, Hospital do Servidor Público Municipal, Hospital Pérola Byington, Secretaria de Saúde de Santana de Parnaíba, Secretaria de Saúde de Jundiaí e Instituto de Responsabilidade Social Sírio-Libanês.

No Instituto do Coração (InCor), a partir de agosto, a AD passou a atuar com narração de histórias e música online e em tempo real, no qual voluntários por meio de tablets conseguem proporcionar o encontro entre pacientes e a equipe de arte-educadores.

Além das intervenções nos hospitais, as atividades realizadas em espaços de educação e cultura acontecem no Museu do Futebol, Associação de Assistência à Mulher, ao Adolescente e a Criança Esperança (AAMAE), Centro de Capacitação de Profissionais da Educação Dra. Zilda Arns (CECAPE) da Secretaria de Educação do município de São Caetano do Sul, Rede Litera Sampa, Fundação MGI, Fundação Colpi, Projeto Palco, entre outros. O público atendido é diverso, desde crianças, jovens até idosos, alunos e professores da rede pública e pessoas com deficiência.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), quando se incorporam atividades artísticas no dia a dia promove-se o bem-estar, contribuindo para a saúde de forma positiva por meio da arte. Por isso, outra iniciativa desenvolvida no âmbito do projeto foi a realização de saraus. O objetivo é promover 15 saraus até o mês de dezembro, com narração de histórias e música.

Os temas variam desde Cantos e Lendas Amazônicos, Homenagem aos Professores, Dia das Crianças, até Direitos Humanos, entre outros. A transmissão é ao vivo no YouTube da AD. Confira a agenda no link: https://artedespertar.org.br/saraus-arte-despertar/.

O projeto Promovendo Cultura nos Hospitais 2020 é realizado via Lei Federal de Incentivo à Cultura, com patrocínio da Aché Laboratórios Farmacêuticos, ABL, Banco Pan, Bexs Banco de Câmbio, CDF, Companhia Melhoramentos Norte do Paraná, Drogaria São Paulo, Sandoz, Grupo Ultra e Willis.

Como uma organização social, a Arte Despertar desenvolve projetos e ações na área da saúde para conectar pacientes, acompanhantes e profissionais de um jeito profundo e significativo, sem jamais abrir mão do respeito ao ser humano.

Para isso, a arte e a cultura são utilizadas para proporcionar experiências que impulsionem descobertas, reflexões e mudanças de atitudes. A arte funciona como um instrumento de comunicação e expressão. E a cultura entra como elemento essencial para o resgate da identidade e de histórias de vida. Tudo isso tendo a educação como base.

Desde 1997 a AD se dedica à criação de metodologias e abordagens inovadoras em saúde, sendo que, em 2007, passou a contribuir também para a formação de profissionais da saúde. 



Website: http://www.artedespertar.org.br
Notícias Relacionadas »