13/10/2020 às 12h05min - Atualizada em 03/11/2020 às 00h02min

Consumo de alimentos orgânicos no País segue em evolução

Em dois anos, o número de consumidores de alimentos orgânicos subiu no País, ainda que de forma lenta e gradual

DINO
https://www.menuart.com.br


O interesse dos brasileiros por alimentos orgânicos está em alta. Segundo estudo realizado no final de 2019 pelo Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável (Organis), em parceria com a Bureau de Inteligência Corporativa (Brain), 19% das 1.027 pessoas entrevistadas consomem algum produto livre de agrotóxico - em 2017, esse número era de 15%. Baseando-se nisso, é possível afirmar que, em dois anos, o número de consumidores de alimentos orgânicos subiu no país, ainda que de forma lenta e gradual. Vale destacar que os entrevistados eram moradores de 12 grandes cidades brasileiras.

Entre os que afirmaram comer esse tipo de produto, 36% diz fazê-lo mais de cinco vezes por semana, enquanto uma parcela de 33% admitiu consumir orgânicos apenas uma vez a cada sete dias. Assim, esses números revelam uma mudança de hábito da população, que está cada vez mais disposta a conhecer novas possibilidades de consumo sustentável.

Os alimentos mais citados pela pesquisa foram frutas (25%), verduras (24%), alface (21%), legumes (16%), tomate (15%) e hortaliças (8%). Ademais, o estudo aponta que 67% dos entrevistados estão muito dispostos a comprar ou aumentar o consumo de produtos orgânicos, evidenciando um maior crescimento para os próximos períodos.

Novas tendências

Com o consumo de orgânicos em alta, abre-se espaço para que restaurantes e estabelecimentos alimentícios se adaptem aos novos paladares de uma parte dos brasileiros e comece a ofertar produtos nesse formato - sem deixar de comercializar alimentos de origem animal. Dessa forma, é necessário que gestores se atentem às tendências dos múltiplos mercados e pensem num cardápio cada vez mais variado e que atenda aos diferentes perfis de consumidores, ampliando o alcance dos seus serviços.

Hamburguerias

Há algum tempo, os próprios estabelecimentos especializados em hambúrguer passaram a apostar em lanches vegetarianos e veganos, substituindo a carne por ingredientes naturais. Para se ter ideia, um levantamento da SEMrush - empresa especializada em análise de dados - destacou que o termo "hamburgueria vegana" teve um crescimento de 300% nos sites de buscas entre 2016 e 2019. Tal aumento fez com que muitas hamburguerias passassem a investir em diferentes ingredientes para atender ao novo público que vem se formando, instigando, também, a curiosidade de pessoas carnívoras a descobrir novos paladares e opções.

Como fazer um novo cardápio

Buscando ajudar seus clientes durante a crise, a fim de gerar adaptações às novas tendências, a Menuart é uma empresa especializada na criação de cardápios personalizados para restaurantes, bares, hotéis, padarias e outros.

Com mais de 20 anos de experiência no mercado, a Menuart pode auxiliar hamburguerias e estabelecimentos alimentícios na confecção de um cardápio inteiramente novo, exclusivo e preparado para atender às demandas do consumidor cada vez mais diversificado no Brasil.



Website: https://www.menuart.com.br
Notícias Relacionadas »