19/06/2020 às 16h25min - Atualizada em 21/06/2020 às 00h03min

Como o autosserviço via vending machines e micromarkets ajudarão no pós-pandemia

O ano de 2020 estava se transformando em mais um ótimo ano para o mercado de micromarkets e vending machines, e a tendência é que este tipo de serviço dê um largo salto de crescimento no pós-pandemia.

DINO
http://www.thehotmachine.com.br
Cliente em uma unidade da rede de máquinas The Hot Machine


No período pré-pandemia mais consumidores do que nunca estavam utilizando máquinas de venda automática e micromarkets (também conhecidos como honest market) para seus lanches, doces, e refeições rápidas, segundo estatísticas recentes compiladas pela Mondelēz International, Inc. E depois de o mundo ser afetado pelo novo coronavírus, as precauções e cuidados em relação a contatos direto com humanos aumentaram. Visto isso, o autosserviço proporcionado pelos micromarkets e vending machines pode vir a ter uma demanda ainda maior.

Ambos estavam em ascensão. Em 2017, eles arrecadaram US$ 22 bilhões em receita e os micromarkets tiveram um aumento de presença de 33% comparado a 2016. São notícias empolgantes e algo que já se esperava, pois no mundo de hoje, cada vez mais pessoas se alimentam fora do lar, comendo um lanche ou tomando um café para entrar na sala de aula, antes de começar uma reunião, enquanto aguardam uma consulta, ou seja, entre uma demanda e outra do dia a dia. A partir de 2020, apenas o setor de micromarkets deverá gerar pelo menos US$ 7 bilhões em receita (estimativa anterior a pandemia). Este seria um crescimento impressionante de 99,2% comparado a 2012 e 2013.

E o que os consumidores estão de fato comprando?

A resposta é: seu próprio tempo. Em um mundo bastante corrido e agitado, com necessidade de locomoções para lá e para cá o dia o todo, com reuniões, aulas e agendas cheias de todos, as vending machines e os micromarkets que ofertam alguns dos lanches rápidos favoritos dos consumidores se tornam muito convenientes. Em geral o mix de produtos das máquinas de venda automática e micromarkets focam em lanches rápidos industrializados comuns como biscoitos, salgadinhos, doces, barras de cerais, café, cappuccinos e bebidas frias.

Os percentuais das ocasiões de consumo são:
50% - Lanche rápido (substituir uma refeição)
37% - Lanche para fazer uma pausa
27% - Comer algo mais saudável para um lanche
26% - Lanche on-the-go (para ir)
Nesta pesquisa trazida pela Mondelez, cada entrevistado listou um ou mais motivos do porquê usam as vending machines e micromarkets.

2020 estava se transformando em mais um ótimo ano para o mercado de micromarkets e vending machines, e a tendência é que este tipo de serviço cresça ainda mais na retomada da sociedade no pós-pandemia. Para quem está pensando em começar um novo negócio, o autosserviço proporcionado pelas vending machines e micromarkets possui histórico de crescimento e contexto social favorável, resultando em uma ótima oportunidade de investimento. De todos os modelos de vending machine, a The Hot Machine possui o modelo mais rentável no Brasil formatado como franquia e está pronta para te conectar a ele e a este promissor segmento de negócio.

Fontes:
Mondelez International
Vending Connection - EUA
Automatic Merchandiser, State of the Industry, 2018
Mintel, Snacking Motivators, July 2017
NPD Group, Guide to Gen Z, 2017
Technomic, Consumer Evolution, 2018
Technomic, Consumer Trends that are Changing Foodservice, 2017
Technomic, The Gen Z Selfie, June 2016
Valdez, Kevin, "Why Now is the Time for Restaurants to Court Gen Z," QSR magazine, Jan. 2018 8. Restaurant Business, "Restaurants Shift Focus Back to Baby Boomers", Jan 23, 2018,
Datassential, Millennials, Feb 2018
Datassential, Generations of Change, May 2018
Watrous, Monica, "Snacking innovation for the older generation" Food Business News, May 30, 2018
Nielsen, xAOC plus Convenience, 52 weeks ending 2/24/18
Nielsen, xAOC plus Convenience, 52 weeks ending 4/28/18



Website: http://www.thehotmachine.com.br
Notícias Relacionadas »