20/05/2022 às 17h41min - Atualizada em 21/05/2022 às 06h10min

4 mitos que prejudicam a experiência do usuário

Desconstruir conceitos e percepções enraizadas sobre o comportamento do usuário em sites e aplicativos são os primeiros passos para executar bons projetos, afirma especialista

SALA DA NOTÍCIA Vitor Gabriel
Zappts
Divulgação

Assim como no mundo físico, a primeira impressão é o que mais impacta o usuário ao navegar por um site. O Relatório Varejo 2022, realizado por uma plataforma de tecnologia financeira, destaca que 70% dos 2 mil entrevistados para o estudo não oferecem uma segunda chance para marcas que disponibilizam experiências ruins, sejam elas no ambiente físico ou digital.

“Toda marca precisa construir uma experiência autêntica para o seu usuário, de forma que ele entenda que aquilo é único e somente ela pode oferecer”, afirma Roque Sales, Head de Design da Zappts, empresa de tecnologia focada em desenvolver soluções digitais para grandes marcas. 

A empresa, que atua com players dos segmentos de farmácia, seguros e moda, tem como um dos seus principais pontos a criação de experiências personalizadas para os usuários de seus clientes. 

“Aqui na Zappts, desenvolvemos plataformas e ferramentas que possibilitem uma experiência fluida para o usuário final, sem conceitos pré-definidos antes de executar o projeto.”, conta.

Mitos que podem afetar a experiência de usuários

A experiência do usuário pode acontecer tanto no ambiente físico como no digital. Ela precisa estar associada aos valores da marca e às necessidades do consumidor. Nesse sentido, o profissional dessa área não pode se deixar levar por vieses e vícios do mercado ou da própria empresa, pois a experiência sempre dependerá daquilo que é mais importante para o usuário.

Segundo pesquisa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), de 2021, cerca de 82% dos domicílios brasileiros possuem acesso à internet, e 98% das pessoas que possuem internet móvel ou fixa fazem o acesso a partir de um  smartphone. Os números mostram que o brasileiro participa do universo digital por meio dos dispositivos móveis.

Construir uma boa experiência de navegação para este usuário certamente está entre as principais preocupações dos profissionais de tecnologia. Diante deste cenário, os designers e desenvolvedores devem analisar diversas situações que englobam o processo de estruturação de uma plataforma digital. 

Não se prender a conceitos ou “vícios” da área pode auxiliar na evolução do trabalho e na consolidação do produto final. Sales explica alguns dos “mitos” muitas vezes disseminados na área e que não podem nortear o trabalho de um designer de experiência. Confira:

  • Todas as páginas de um site devem ser acessíveis em 3 cliques

Um dos maiores mitos entre os profissionais de UX Design e principalmente entre usuários (clientes) é o de que toda página dentro do ecossistema de um site deve ser acessada em 3 cliques. Apesar de ser ter um maior engajamento entre usuário e plataforma, nem toda página pode ou deve ser acessada em 3 cliques. Uma maior organização dos tópicos aliadas a técnicas de arquitetura da informação podem tornar a navegação do usuário mais agradável.

  • Seu usuário não é como você

Outro mito bastante difundido entre designers e desenvolvedores é basear a usabilidade da navegação na própria experiência. Por exemplo, ao criar um site para o público adolescente, o UX Design não pode colocar-se no lugar de um jovem, mas deve criar ferramentas que agradem este determinado público.

  • A aplicação está lenta, mas está funcionando

A lentidão das plataformas pode influenciar diretamente a experiência do usuário, sendo uma vantagem competitiva em muitos segmentos que utilizam os sites como principal canal de contato com o público, por exemplo. A demora no carregamento de uma página na internet pode causar estresse e desinteresse do usuário, portanto, apesar de estar funcionando, a aplicação deve ser fluida e com tempo de resposta ajustado.

  • O cliente define todos os direcionamentos 

Ao construir um site, designers e desenvolvedores devem ouvir seus clientes para a formatação do projeto. O profissional de UX Design, nesse sentido, é crucial na condução desse  processo, uma vez que ele é quem vai mapear os gostos e o comportamento do consumidor com a marca. Layout, cores e ferramentas são alguns dos tópicos levantados em reuniões entre designers, desenvolvedores e clientes. O consenso deve prevalecer entre as partes, mas a palavra do profissional contratado para isso deve ser sempre considerada como prioridade por parte do cliente que o contrata. 

Desmistificação da experiência do usuário 

Os designers de experiência do usuário têm potencial de serem grandes agentes de mudança não apenas dentro das empresas, mas em toda a sociedade. Manter-se atualizado às mudanças culturais e comportamentais é fundamental para a construção de projetos que façam a diferença no dia a dia das pessoas. 

Além da constante atualização, a empatia pelos usuários deve nortear o trabalho do designer durante toda construção do projeto que realiza, para que os percalços e dificuldades possam ser superados sem maiores transtornos.

 

Sobre a Zappts

Há 7 anos no mercado, a Zappts realiza a aceleração digital de grandes marcas como a Porto Seguro, Getnet, BTG Pactual, Cateno, Ambev, Multilaser, Ultragaz, C&A e Burguer King, entre outras. Com foco no desenvolvimento de software, especialmente em Front-end, UX Design, Quality Assurance e Gestão de Ambientes Cloud atua no planejamento, gestão e operação de serviços de desenvolvimento de soluções digitais corporativas, gestão de ambientes e transferência de conhecimento por meio da tecnologia da informação. Referência na criação de experiências digitais para os usuários, além de desenvolver soluções inovadoras e rápidas, a empresa atua em modelo 100% remoto, com equipes distribuídas em mais de 18 estados do Brasil. Saiba mais em: https://www.zappts.com.br/





 
Notícias Relacionadas »