02/05/2022 às 12h39min - Atualizada em 02/05/2022 às 14h20min

Setor de nutrição esportiva deverá crescer 9,6% ao ano até 2027

Faturamento do setor já ultrapassa R$ 2 bilhões anualmente e deve dobrar até 2027.

DINO
http://www.cellforce.com.br


Um setor que cresce a todo vapor no Brasil é o de suplementos alimentares para a prática esportiva. A informação consta no estudo publicado, em 2020, pela Associação Brasileira de Empresas de Produtos Nutricionais (Abenutri). Segundo sondagem da entidade, antes da pandemia, o faturamento do segmento de sports nutrition no país alcançou R$ 2,24 bilhões em 2018, uma alta de 12% em relação ao ano anterior.

E os números devem continuar ascendentes. É o que prevê pesquisa apresentada, em 2020, pela Euromonitor no Brasil: o mercado brasileiro de suplementos esportivos crescerá, em média, 9,6% ao ano até 2027, com faturamento que deverá ultrapassar R$ 4 bilhões.

“O país é hoje um dos maiores mercados do mundo para suplementação esportiva, e a expectativa é de mais expansão nos próximos anos. Um dos fatores que vêm impulsionando o segmento é a mudança de comportamento dos brasileiros, que se mostram mais seletivos em relação à escolha dos alimentos que consomem e também mais dispostos a praticar exercícios físicos”, analisa Janes Oliveira, gerente comercial da Nature Lab, fabricante de suplementos alimentares.

O executivo lembra que, assim como atletas profissionais e de alta performance – que já fazem uso desses produtos há muito tempo –, esportistas e praticantes de atividades físicas em geral também já começam a eleger esses alimentos como aliados na busca por mais energia e melhor desempenho.

“Com a disseminação mundial da cultura do bem-estar, a tendência é que mais pessoas adotem a prática diária de exercícios e busquem por suplementos que ofereçam mais benefícios agregados. Trata-se de um setor com grande potencial no país”, destaca Janes.

No Brasil, das pessoas que praticam atividades físicas com regularidade, apenas 10% consumem suplementos, revelou outra sondagem sobre o tema apresentada pela Abenutri em 2020.

Apesar dos benefícios da suplementação, Janes reforça que tais produtos devem ser indicados por profissionais com capacitação comprovada na área, já que existem muitas opções para diversas finalidades.

Com o objetivo orientar a escolha dos consumidores, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou, em julho de 2018, um documento com informações sobre tipos de composição, rotulagem, regras e outros aspectos que envolvem a fabricação de suplementos esportivos.

“A iniciativa da Anvisa foi um marco regulatório importante – auxiliando os brasileiros na escolha por produtos mais seguros e de qualidade – e um grande avanço em direção à maior profissionalização do setor, que deve atrair muitas empresas e protagonizar novos investimentos nos próximos anos”, observa o executivo.

Para saber mais, acesse www.cellforce.com.br



Website: http://www.cellforce.com.br
Notícias Relacionadas »