27/01/2022 às 11h33min - Atualizada em 27/01/2022 às 12h20min

Vidros automobilísticos sujos podem colocar em risco a vida do condutor

Mais do que higienizar, mantes vidros de carros limpos adequadamente e com a técnica correta garantem a durabilidade, a garantia e, consequentemente, a segurança do condutor e dos passageiros. O alerta é de Bruno Macedo, técnico do meio estético automotivo.

DINO
http://soft99.com.br
Vidros sujos dos carros podem colocar em risco condutor e passageiro


Limpar os vidros dos carros, aparentemente, é tarefa simples, porém, no dia a dia, muitos donos de automóveis a negligenciam. Ou a fazem de qualquer maneira. Isso porque, só passar um paninho para tirar a poeira, a curto prazo, não resolve problemas de manchas e gorduras que, inevitavelmente, ficam impregnadas sobre as superfícies vítricas.

Quem faz o alerta é Bruno Macedo, técnico da multinacional japonesa Soft99, especializada em estética automotiva. “Um vidro sujo, além de esteticamente não ser bonito, também pode interferir na segurança do condutor”, alerta ele.

Vidros são superfícies delicadas que exigem cuidados especiais na hora da manutenção. E os vidros automobilísticos não fogem a essa regra. “Não dá para passar qualquer coisa sobre eles, pois corremos riscos de danificá-los e comprometermos, inclusive, sua durabilidade”, explica Bruno.

Uma lataria com microrriscos, por exemplo, normalmente, recebe um tipo de polimento. Já um vidro, com o mesmo tipo de problema, não deve passar pelo mesmo processo. É que vidros de carros, principalmente, recebem tratamentos especiais, com proteções adequadas, para aguentarem diferentes temperaturas, pancadas mais bruscas e até mesmo colisões. Logo, polimento de vidro sem técnica correta pode sim colocar em risco até a vida dos passageiros.

O ideal é dar uma atenção especial aos vidros do carro a cada três meses, pelo menos. Além da limpeza, essa manutenção também pode incluir a aplicação de produtos que garantam proteção e hidrorrepelência em dias de chuva, conhecidos como cristalizadores.

Para uma boa descontaminação, é melhor optar por produtos específicos, preferencialmente à base de água, que limpam sem agredir. Segundo Bruno Macedo, dá para fazer essa limpeza em casa mesmo, desde que se tenha acesso aos produtos corretos. Mas, para quem não se sentir muito seguro, a melhor opção são os profissionais de estética especializados.



Website: http://soft99.com.br
Notícias Relacionadas »