20/01/2022 às 15h52min - Atualizada em 20/01/2022 às 17h20min

Vantagens e riscos em abrir uma franquia de corretora de seguros em 2022

Conhecer o mercado e o quanto de retorno financeiro o negócio pode me proporcionar são os primeiros passos a serem analisados antes de investir em um negócio

DINO
http://www.fafranquia.com.br
Conheça as vantagens em abrir uma franquia de corretora de seguros em 2022


No momento de abrir um negócio, seja ele próprio ou franquia, surge uma insegurança por não ter certeza se aquele investimento é rentável ou não. Por isso, antes de abrir um negócio é importante avaliar três pontos: a afinidade com o ramo de atuação, o retorno financeiro e a força daquele mercado. Ao optar por investir em uma franquia, algumas etapas que oferecem mais riscos já são eliminadas, como a construção de um modelo de negócio, criação de uma marca com credibilidade e a descoberta dos desafios do setor.

"Ao investir em uma franquia, o empreendedor tem acesso a todo o conhecimento que a empresa adquiriu ao longo dos anos, ao construir aquela marca. Isso significa que ao invés de passar pelos desafios de empreender sozinho, em um negócio novo, essa pessoa já recebe o modelo pronto, com treinamento e suporte em todas as etapas", explicou Bruno Bezerra, especialista expansão de negócios da Como Franquear.

Mesmo com os desafios econômicos mundiais impostos pela pandemia, o setor de franchising registrou um faturamento de R$ 167 bilhões em 2020, segundo a ABF – Associação Brasileira de Franchising, e a projeção de crescimento para 2021 é de 9% (dados consolidados ainda não foram divulgados pela ABF).

O segmento de seguros também vem se mantendo consistente após o início da pandemia. De acordo com dados do Sincor-SP – Sindicato de Empresários e Profissionais Autônomos da Corretagem e da Distribuição de Seguros do Estado de São Paulo, o setor de seguros movimentou R$ 274,1 bilhões em 2020. Já entre janeiro e junho de 2021, houve um aumento de 19,8%, com arrecadação de R$ 145 bilhões, superando o segundo semestre de 2019, antes da pandemia, que atingiu R$ 144 bilhões.

"A pandemia trouxe diversas mudanças, como a forma que as pessoas se relacionam e dão valor à qualidade de vida. Isso fez com que a procura por seguros como de saúde e vida crescesse nos últimos dois anos. Muitos perceberam, por exemplo, que o seguro de vida não cobre apenas morte, mas também acidentes e outros tipos de eventualidades que podem ocorrer de forma inesperada. Acredito que essa valorização continue em 2022", falou Vamberto Ribeiro, diretor de marketing da franquia de corretora de seguros Grupo F&A.

Para quem deseja unir os dois mundos e investir em uma franquia de corretora de seguros, precisa estar ciente das vantagens e riscos em ingressar nesse mercado.

VANTAGENS

Plano de Negócios – Ao criar uma empresa é necessário ter um planejamento elaborado, seguro e eficiente, que prevê uma série de fatores que podem afetar a empresa. As franqueadoras comercializam suas franquias por justamente terem um plano de negócios já testado e aprovado, o que traz mais segurança e tranquilidade para o franqueado.

Credibilidade – Para que uma marca seja conhecida e transmita confiança aos clientes, são necessários anos de atuação e bom desempenho. Ao entrar em uma franquia, o franqueado está investindo em uma marca já consolidada no mercado.

"Nós estamos há 30 anos no mercado construindo a nossa reputação perante as operadoras de seguros e aos clientes, por isso nos sentimos confiantes em começar a expandir o nosso negócio como franquia. Acredito que essa seja a maior diferença entre empreender sozinho e com o franchising. No modelo de franquia é possível proporcionar ao franqueado mais garantias, porque a franqueadora já passou por diversos desafios e obstáculos ao longo da sua caminhada", disse Vamberto.

Suporte – Ao adquirir uma franquia, o franqueado tem todo o apoio da franqueadora para implantar e operar o negócio, desde auxílio na escolha do ponto comercial, abertura da conta jurídica, treinamentos sobre o mercado até o lançamento da unidade.

RISCOS

Seguir regras – Ao investir em uma franquia, o franqueado precisa seguir as orientações da franqueadora, tanto de implantação como de operação, restringindo a flexibilidade de atuação.  

Localização – O franqueado pode escolher a região em que deseja atuar, mas muitas vezes aquela determinada cidade já possui um franqueado e será necessário escolher outra localização, o que pode frustrar os planos desse franqueado.

"Assim como abrir o próprio negócio, investir em uma franquia também é desafiador. O empreendedor que está procurando um negócio para investir precisa entender primeiro a sua personalidade e como gostaria de operar, por exemplo, em um escritório ou em home office, e então começar a estudar as melhores opções do mercado em relação a custo-benefício", finalizou Vamberto da franquia de corretora de seguros Grupo F&A.



Website: http://www.fafranquia.com.br
Notícias Relacionadas »