20/01/2022 às 11h24min - Atualizada em 20/01/2022 às 13h20min

CEIVA investe em Programa de Gerenciamento de Perdas

Projeto-piloto pretende controlar perdas em sistemas de abastecimento público com instalação de sensores e ferramentas digitais

DINO
http://www.ceivap.org.br


Com o intuito de incentivar o uso racional da água por meio de controle de perdas em sistemas de abastecimento público, o Programa de Gerenciamento de Perdas foi idealizado no âmbito do Comitê de Integração da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul (CEIVAP). O programa prevê fontes alternativas para abastecimento de água nos municípios e reuso, através de estudos e desenvolvimento de projetos inovadores. Os municípios de Tocantins/MG, Guaratinguetá/SP e Volta Redonda/RJ foram contemplados no Edital de Chamamento Público do Programa de Gerenciamento de Perdas em Sistemas de Distribuição de Água. A iniciativa do CEIVAP, desenvolvida pelo seu Centro de Desenvolvimento Tecnológico em Águas e Saneamento Ambiental (CDTASA), totaliza um investimento de R$ 3 milhões. Os municípios contemplados receberão um projeto-piloto demonstrativo de gerenciamento e controle de perdas em sistemas de abastecimento de água, por meio da instalação de sensores na rede de distribuição, e com o uso de ferramentas digitais para o acompanhamento dos dados produzidos e enviados por estes sensores. Com o monitoramento das pressões na rede de distribuição, é possível detectar mudanças das pressões médias, possibilitando que o município identifique vazamentos e outros problemas de forma ágil, diminuindo perdas de água e direcionando melhor os esforços de ações de cada vazamento. Portanto, o sistema permitirá a identificação e solução mais rápida de problemas de perdas de água, diminuindo o tempo de resposta em casos de realização de manutenção. O sistema a ser implantado poderá fornecer ao município os seguintes dados: pressões máximas e mínimas na rede nos pontos analisados; detecção de vazamentos; horários de maior consumo; episódios de desabastecimento de água; regiões que estão operando fora das recomendações de engenharia e agências reguladoras; falha de equipamentos na rede (VRPs - Válvulas Redutoras de Pressão). Incentivo a pesquisas e projetos na área de saneamento Resultado de uma parceria entre a Associação Parque Tecnológico de São José dos Campos e a Associação Pró-Gestão das Águas da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul (AGEVAP), com interveniência do CEIVAP, o CDTASA foi criado para incentivar pesquisas e impulsionar projetos de inovação em gestão das águas e saneamento na bacia do rio Paraíba do Sul, visando realizar projetos que resultem em benefícios para a bacia do Paraíba. A Bacia do Paraíba do Sul A Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul possui 61.545,39 Km², estendendo-se por 13.944,01 km² no Estado de São Paulo (22,65%), 20.723,25 km² em Minas Gerais (33,67%,) e 26.878,14 km no Rio de Janeiro (43,67%). Abrange 184 municípios, sendo 88 em Minas Gerais, 57 no estado do Rio de Janeiro e 39 em São Paulo. A bacia tem destacada importância no cenário nacional por estar entre os maiores polos industriais e populacionais do Brasil, responsável pela geração de 12% do Produto Interno Bruto (PIB) do país. Atuação do CEIVAP na bacia Criado pelo Decreto Federal nº 1.842, de 22 de março de 1996, CEIVAP é o parlamento no qual ocorrem os debates e decisões descentralizadas sobre as questões relacionadas aos usos múltiplos das águas da bacia hidrográfica do rio Paraíba do Sul. O Comitê é constituído por representantes dos poderes públicos, dos usuários e de organizações sociais com importante atuação para a conservação, preservação e recuperação da qualidade das águas da Bacia.



Website: http://www.ceivap.org.br
Notícias Relacionadas »