29/11/2021 às 13h25min - Atualizada em 30/11/2021 às 00h20min

Jato de plasma é novidade para tratamento de manchas e rejuvenescimento

O jato de plasma é um procedimento estético realizado com uma caneta ou um aparelho que emite o plasma através de um tipo de radiação luminosa, formado por uma corrente de alta tensão. Com ele é possível tratar diversas disfunções estéticas como manchas, verrugas, rugas, dentre outras.

DINO
http://www.hsmed.com.br
aparelho de jato de plasma


O jato de plasma é um tratamento estético utilizado frequentemente para atenuar as marcas de envelhecimento, como rugas, linhas de expressão, manchas escuras na pele, cicatrizes e estrias.

O tratamento consiste no aumento da produção de colágeno e fibras elásticas, reduzindo inflamações como queloide, facilitando também a entrada de ativos na pele. Esse procedimento pode ser feito entre o período de 15 a 30 dias após a recuperação da pele. Cada sessão dura cerca de 20 minutos e os resultados podem ser vistos desde o primeiro tratamento. Os locais indicados são:

• Rosto, em rugas e linhas de expressão;
• Rosto e corpo em manchas de sol;
• Em verrugas, à exceção de verrugas genitais e plantares;
• Partes do corpo com dermatose em geral;
• Pálpebras dos olhos;
• Olheiras;
• Manchas brancas na pele;
• Tatuagens pequenas para clareamento;
• Em todo rosto, com o objetivo de obter um efeito lifting;
• Colo e pescoço, para rejuvenescer a pele;
• Estrias brancas ou vermelhas;
• Marcas de expressão;
• Flacidez;
• Cicatrizes.

A recomendação é que cerca de 24 horas após as sessões deve-se usar protetor solar com fator de proteção mínima FPS 30 ou superior, assim protegendo a pele dos efeitos nocivos dos raios solares.

Outra indicação é fazer uso de creme ou pomada específica para auxiliar no processo de cicatrização, sendo recomendação do profissional que executou o procedimento.

Procedimento na prática

O plasma é considerado o quarto estado da matéria, em que os elétrons se separam dos átomos, produzindo um gás ionizado. Ele apresenta-se em forma de radiação luminosa formando uma corrente de alta tensão, que em contato com o ar atmosférico faz com que esses elétrons se desprendam do átomo.

A descarga faz com que a pele seja reduzida, iniciando um processo de regeneração, cicatrização, estímulo do sistema imunológico, proliferação e remodelação de colágeno; resultando no estado dérmico desejado.

Além disso, as membranas celulares da pele contêm canais que servem para transportar água, elementos nutricionais e íons positivos e negativos, e o envelhecimento aumenta a dificuldade de transporte de íons de sódio e potássio, fazendo com que a fisionomia da pele pareça, com o passar dos anos, mais ressecada e envelhecida.

A descarga de plasma é usada para abrir esses canais, permitindo que as células sejam novamente hidratadas e a pele fique mais firme. O tratamento com jato de plasma causa dor e desconforto moderados, podendo ser utilizado gel anestésico antes do procedimento para minimizar essas sensações.

Cuidados com a pele

No dia do procedimento a recomendação é que não aplique maquiagem sobre a pele que será feito o tratamento. Após a intervenção é possível que a pessoa sinta sensação de queimação. Essa sensação pode durar algumas horas, mas é uma reação prevista na maioria dos casos.

O profissional pode aplicar um produto que acalme a região e ajude a regenerar a área tratada, sendo aconselhado fazer uso dias depois do procedimento, juntamente com o protetor solar. Caso o objetivo seja rejuvenescimento a pessoa usará creme específico para tratamento em casa.

Para quem não é indicado?

O tratamento de jato de plasma não deve ser realizado em pessoas que usam marca-passo cardíaco, que sofrem de epilepsia, durante a gravidez, em caso de câncer ou que tenham implantes metálicos no corpo, toma de remédios fotossensibilizantes, como é o caso da isotretinoína, por exemplo.



Website: http://www.hsmed.com.br
Notícias Relacionadas »