23/11/2021 às 15h55min - Atualizada em 25/11/2021 às 00h20min

Porto de Santos aumenta a movimentação de contêineres de janeiro a agosto

Santos Brasil manteve, no segundo trimestre, o crescimento no volume realizado de unidades operacionais

DINO
https://www.polifitema.com.br/


Segundo informações da Santos Port Authority (SPA), por meio de nota, até o mês de agosto, o Porto de Santos apresentou uma movimentação de carga de contêineres de 3,2 milhões TEU (unidade de um contêiner de 20 pés). O fenômeno é um crescimento de 20% em relação ao mesmo período do ano passado. No mês, foram 408 mil TEU, passando em 26,2% a marca do mesmo mês em 2020. O balanço da movimentação de carga de contêineres mostra que o Porto de Santos chegou a 101 milhões de toneladas, ou seja, um crescimento de 3,1% no volume executado também em agosto do ano anterior.

Em relação aos descarregamentos, o número é de 28,7 milhões de toneladas - um avanço de 12,5% em relação ao acumulado de janeiro a agosto de 2020. Já sobre os embarques, a soma foi de 72,3 milhões de toneladas, e um recuo de 0,2% em relação ao resultado do ano passado.

O presidente da Santos Port Authority (SPA), Fernando Biral, aponta que o desempenho positivo está atrelado ao avanço do Porto de Santos. "As cargas embarcadas por contêineres e os granéis líquidos alcançaram as melhores marcas no mês", comenta.

Santos Brasil apresenta recorde na movimentação consolidada de contêineres

A Santos Brasil manteve, no segundo trimestre, o crescimento no volume realizado nas unidades operacionais de Santos (SP), Imbituba (SC) e Vila do Conde (PA). A forma como a companhia se desenvolveu foi refletida pelo grande fluxo de contêineres nos portos nacionais, essencialmente no Porto de Santos, em que o retorno se intensificou nos números de exportação e importação por conta da recuperação do comércio mundial e avanço da vacinação contra a Covid-19.

No segundo trimestre deste ano, somando R$ 147,7 milhões, a companhia chegou ao maior patamar EBITDA percebido desde o primeiro trimestre de 2013, o valor representa um avanço de 250% na comparação com o segundo trimestre de 2020, com margem EBITDA de 38,9%. Em relação ao lucro líquido, o valor foi de R$ 60,4 milhões, revertendo o prejuízo líquido de R$ 9,4 milhões do segundo trimestre do ano passado. Por fim, a receita líquida foi de R$ 379,5 milhões, um crescimento de 68,8%, marcada pelo aumento de volume e avanço de ticket médio no Tecon Santos.

Segundo o diretor econômico-financeiro e de relações com investidores da Santos Brasil, as projeções para o segundo semestre são positivas. "O nosso crescimento é sustentável e está amparado em três fatores principais: crescimento dos volumes operados - e no caso do Tecon Santos com ganho de market share; mix de carga mais balanceado, com aumento expressivo do fluxo de importação aliado à resiliência das exportações; além da recomposição dos preços praticados em função da reprecificação de diversos contratos. E, vale destacar, todas essas variáveis se alinham ao mesmo tempo que mantemos os custos sob controle, sem perder o foco também em investimentos que assegurarão o crescimento futuro da empresa", aponta o diretor.

Importante ressaltar que a indústria se move por todo o Brasil a partir dos seus produtos sendo transportados e movimentados. Esse transporte também é abarcado por empresas de transporte, empresas de equipamentos para transporte, segurança, modais e outras. Em relação à movimentação de carga, destaca-se ainda a importância de se contar com uma cinta de amarração de carga.



Website: https://www.polifitema.com.br/
Notícias Relacionadas »