25/10/2021 às 10h48min - Atualizada em 25/10/2021 às 11h00min

Volta às aulas exige cuidados com sistemas de climatização

Garantir a qualidade do ar é fundamental para evitar a transmissão de coronavírus e outras doenças no ambiente escolar

DINO
https://www.trane.com/commercial/latin-america/br/pt.html
© Trane All Rights Reserved


Grande parte das escolas brasileiras está retomando as aulas presenciais sem restrição de capacidade. O retorno é motivo de alegria para muitos jovens, mas causa preocupação para pais e professores. A pandemia ainda não terminou e é preciso muita atenção e cuidados no ambiente escolar. Além do uso de máscaras e do distanciamento, um fator importante é a climatização adequada das salas.

Se antes ela era voltada principalmente para o conforto térmico, hoje, a preocupação é reduzir a possibilidade de transmissão de doenças. Estudos comprovaram a presença do novo coronavírus em suspensão no ar e a disseminação por microgotículas respiratórias. Estes resultados reforçaram a necessidade da climatização adequada em ambientes para renovar o ar constantemente e reduzir a propagação deste e de outros vírus.

Além de diminuir o risco de transmissão do novo coronavírus, a correta climatização evita a ocorrência de irritações nos olhos e nariz e reações alérgicas. “A má qualidade do ar em ambientes fechados compromete até mesmo o aprendizado de alunos e a produtividade dos trabalhadores”, afirma Rafael Dutra, coordenador de Aplicação da Trane®, empresa líder mundial em soluções de climatização para ambientes corporativos e residenciais,

Ele explica que a climatização eficiente deve controlar simultaneamente a temperatura, umidade, pureza e distribuição do ar. “Se o ambiente dispõe de um equipamento que realize somente uma destas funções, é necessário instalar sistemas auxiliares que realizem as demais funções controlando os demais parâmetros”, complementa Dutra.

O modelo split, por exemplo, não faz a renovação, admitindo a entrada de ar externo. Por isso, de acordo com a normatização da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), ele deve ser complementado por um sistema composto por ventilador, filtros e rede de dutos que possibilita a captação e o tratamento do ar externo. Da mesma forma, se os níveis de umidade relativa do ambiente estiverem fora da faixa considerada ideal para a saúde, entre 40% e 60%, é necessário usar sistemas complementares.

Além dos equipamentos corretamente dimensionados e capazes de desempenhar todas as funções necessárias, mantendo os níveis adequados, outro aspecto importante é a manutenção. Limpeza e troca de filtros periódicas tanto do equipamento de climatização quanto do sistema auxiliar são medidas indispensáveis para garantir a qualidade do ar e a saúde de quem usa o ambiente.

Atualmente, há diversas tecnologias disponíveis no mercado para climatizar e garantir a qualidade do ar em ambientes fechados. Algumas das mais promissoras, com diferentes graus de evidências quanto à sua eficácia e segurança, são os dispositivos emissores de peróxido de hidrogênio, ionizadores bipolares, lâmpadas UV, fotocatálise e os filtros mecânicos tradicionais. Existem também dispositivos que combinam uma ou mais destas funções com resultados ainda melhores. “A melhor forma de decidir qual tecnologia e qual sistema são mais indicados para cada ambiente é consultar um profissional capacitado na área”, completa Dutra.

A Trane® possui soluções que buscam otimizar ambientes internos com um amplo portfólio em aquecimento, ventilação e sistemas de ar-condicionado, serviços de construção e contratação, suporte de peças e controle avançado. Fundada em 1885, conquistou sua posição como pioneira no controle de temperatura nos últimos 100 anos. Para mais informações: www.trane.com.br.



Website: https://www.trane.com/commercial/latin-america/br/pt.html
Notícias Relacionadas »